“Waka Waka” de Shakira é um plágio? Entenda polêmica!

Há 12 anos, “Waka Waka (This Time for Africa)” foi lançada pela artista pop Shakira e se tornou um dos maiores hits como tema para Copas do Mundo. O ritmo empolgante da música é revivido de quatro em quatro anos, e neste ano não foi diferente, porém problemáticas envolvendo autoria da música e falta de créditos foram destaques negativos para a cantora colombiana. 

A banda camaronesa Golden Sounds acusou Shakira de plagiar o refrão de sua música “Zangalewa”, lançada em 1986. Outra crítica levantada por internautas é a ausência de crédito a banda sul-africana Freshlyground, que participa do feat e não aparece nas informações da plataforma no Youtube, no qual possui mais de 3,3 bilhões de visualizações. 

A história por trás de “Waka Waka” 

Na época de seu lançamento, a música foi registrada e creditada por dois autores, sendo eles a própria Shakira e John Hill, produtor que já havia trabalhado com a cantora anteriormente. Em 2010, três integrantes da banda Golden Sounds questionaram a autenticidade da música e através da justiça conseguiram os créditos com coautores do hit, tendo direitos autorais e lucros. 

Antes de solicitarem ajuda jurídica, o produtor Eugene Victor Doo Belley, o baterista Emile Kojidie e o vocalista Jean Paul ze Bella, tentaram negociar com a cantora e com a gravadora Sony Music, mas ambos preferiram não se pronunciar. 

Os integrantes também entraram em contato com a FIFA, entidade responsável pelo torneio mundial, que soltou um comunicado afirmando que a Shakira era autora da música e que o refrão era “parecido com o de uma popular canção camaronesa famosa na versão do Golden Sounds”. 

Outras acusações de plágio 

Não é a primeira vez que Shakira sofre com acusações de plágio. Em 2019, a cantora passou por um processo em Madrid e foi inocentada pelo tribunal espanhol, pela acusação de plágio de seu hit lançado em 2016, “La Bicicleta”, no qual lhe rendeu prêmio no Grammy Latino.

O autor cubano Livam, acusou a cantora colombiana de copiar sua canção “Yo te quiero tanto”, lançada em 1997. O tribunal espanhol assumiu que haviam semelhanças entre os refrões, entretanto afirmou que “a frase é uma expressão comum, utilizada em todo tipo de canções e textos ao longo da história. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

#Adsense