A Pequena Sereia: filme de 1989 tinha capa polêmica com mensagem subliminar

Quando se fala em A Pequena Sereia, principalmente a clássica animação de 1989, nada além de um inocente filme sobre uma jovem sereia viria à cabeça. Porém, a capa versão em VHS da animação original gerou diversas controvérsias em seu lançamento, levando a seu banimento.

Filme que deu início à Era da Renascença da Disney, A Pequena Sereia foi um enorme sucesso de público, o que tornou a controvérsia ainda mais impactante. O grande problema estava em um elemento presente na arte, que remetia à um possível objeto inadequado.

No centro da capa, em uma fortaleza dourada que serve como uma “barreira” entre o Rei Tritão e Úrsula, é possível observar uma suposta imagem fálica, ou seja, a representação sugestiva de um órgão genital. Devido ao destaque da fortaleza na arte, não demorou muito para o público perceber.

image 529
Arte de capa original do VHS, com destaque na arte da fortaleza

A capa do VHS recebeu diversas críticas, precisando ser recolhida e substituída. A situação obviamente gerou muita controvérsia, levando muitos a acreditar que alguém as incluiu intencionalmente. Nunca foi possível confirmar se de fato, foi algo intencional, mas mesmo com a polêmica, A Pequena Sereia se tornou a fita VHS mais vendida de 1990.

Outras polêmicas em A Pequena Sereia

Outra polêmica que circundou o filme aconteceu durante a cena do casamento de Eric e Úrsula. Isso porque o padre que celebra a união do casal parece “animado”, com um volume estranho em suas calças. A Disney aponta que se tratava apenas dos joelhos do personagem.

Há quem concorde que este momento não passe de um simples mau entendido, e garantem que tudo isso não passa da dobra do joelho do sacerdote. Mesmo assim, em versões futuras, a cena foi reeditada, removendo o volume. Assista a cena original:

Mais sobre A Pequena Sereia

Sucesso de 1989, A Pequena Sereia conquistou uma legião de fãs com a história de Ariel, uma jovem sereia que se apaixona por um príncipe humano, e resolve trocar sua voz por pernas com a terrível bruxa do mar Úrsula, para que possa viver seu amor.

O filme ganhou uma versão live-action este ano, protagonizado pela atriz, cantora e compositora Halle Bailey no papel de Ariel, que vem arrancando diversos elogios da crítica por sua performance. O filme chegou aos cinemas no dia 25 de maio, e segue em cartaz até o momento.

Assista ao trailer:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.