Príncipe Harry revela que foi agredido por Príncipe William

O príncipe Harry continua dando dor de cabeça à Família Real Britânica. Desta vez, o filho da icônica Lady Diana lançou sua autobiografia Spare em que revela que o irmão o teria agredido fisicamente.

O livro ainda não foi lançado, mas o jornal The Guardian divulgou um trecho com a revelação de que o príncipe William teria agredido Harry em Nottingham Cottage, residência real onde viviam em 2019. 

Harry conta que os dois estavam discutindo a respeito do casamento de Harry e Meghan, que foi muito exposto e criticado na imprensa. William teria definido a esposa do irmão, a atriz Meghan Markle, como “rude, briguenta e difícil” (via POPline).

“Ele baixou a água, me xingou de outro nome e então veio até mim. Tudo aconteceu muito rápido: ele me agarrou pelo colarinho, rasgou meu colar e me jogou no chão. […] Caí na tigela do cachorro, que rachou nas minhas costas, os pedaços me cortando. Fiquei ali por um momento, atordoado, depois me levantei e disse a ele para sair”, acrescentou.” (via POPline).

A biografia explica que William se desculpou após a briga e que Meghan teria ficado terrivelmente triste com o ocorrido. 

O site Page Six também já trouxe outra revelação polêmica. Segundo Harry, William e Kate Middleton teria incentivado ele a usar um uniforme nazista em uma festa à fantasia em 2005, uma das maiores polêmicas de Harry que ele já definiu como um dos piores erros de sua vida.

Sq4LGxidLeoo6edcpnPrL4mBlMszEf7nSyX9wynplycdAqE3x NwQTIWqaiD4k8fa 4y9u4XmA8EMORCZgI3ZDm2AK0MLVpg04SeP8wCsFwq3A4RAOkXFXVFgdiC45yEwSQL1GLv0Kw
Capa do The Sun de 14/01/2005. Foto: reprodução/A Gazeta 

Biografia do príncipe Harry é vista como uma “traição à Família Real

Spare ainda nem estreou e já causa diversas polêmicas com seus trechos divulgados sobre brigas familiares e histórias privadas. O livro está previsto para estrear no dia 10 de janeiro.

O especialista na Família Real Richard Fitzwilliams comentou sobre a biografia com a Fox News Digital. “Com o trailer do último mês, uma série documental de seis horas na Netflix [Harry e Meghan] e agora isso, está se tornando um circo destrutivo da mídia (…) Não é nada mais que uma traição [à Família Real].

Continue acompanhando o Música e Cinema para ficar por dentro do mundo do entretenimento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.