Os 10 filmes mais caros da última década

O mercado de cinema capitaneado por Hollywood é uma indústria bilionária e em constante crescimento. Cada vez mais os filmes blockbusters produzidos na terra do tio sam ficam maiores e mais épicos, angariando milhões e milhões de dólares por onde passam. Mas para que esse retorno seja alto, é necessário um vasto investimento na produção desses longas. Com a tendência de sempre quebrar recordes de bilheteria, os estúdios também começaram a aplicar muito dinheiro em alguns títulos e franquias promissoras, fazendo desta última década, a mais cara da história do cinema mundial.

É relativamente difícil haver um consenso sobre o filme mais caro da história, já que há uma certa obscuridade nos financiamentos de Hollywood. Porém, levando em consideração os dados oficiais divulgados pelas produtoras, chegamos aos 10 filmes mais caros da última década.

Confira!

O que faz um filme ser caro?

A inflação, o misto de técnicas de filmagem e o mercado cinematográfico do momento são as principais questões que impactam o orçamento de um filme.

Por exemplo, durante a era do cinema mudo os filmes não registraram grandes gastos, sendo o Ben-Hur: A Tale of The Christ, de 1925, a produção mais cara durante todo esse período. E com o advento da televisão, houve um grande impacto no mercado de cinema, já que o mesmo tinha que competir com as emissoras pelo público, o que culminou em longas como Cleópatra, de 1963, que mesmo sendo o filme mais lucrativo deste ano, não conseguiu cobrir os custos de produção.

Quando chegamos aos anos 90, começa a era que inaugura os gastos colossais em produções hollywoodianas. Foi nessa década que estrearam True Lies e Titanic, custando 100 e 200 milhões respectivamente.

A partir de então, vemos a tendência dos filmes blockbuster custarem acima dos 100 milhões para serem produzidos.

Após esse panorama geral sobre os gastos desse mercado, vamos direto ao ponto. Confira a lista dos 10 filmes mais caros da década!

10- Enrolados

Enrolados é uma animação da Disney que teve grande recepção do público. O longa é a 50° animação do estúdio, tendo sido baseado levemente no conto de fadas conhecido por todos, Rapunzel.

O filme custou US$ 260 milhões para ser produzido, tendo arrecadado mais de US$ 500 milhões de bilheteria ao redor do mundo todo.

09- Star Wars: Os Últimos Jedi

Estreando em 2017, Star Wars: Os Últimos Jedi é o oitavo filme da franquia e dá sequência ao Star Wars: O Despertar da Força.

O filme foi escrito e dirigido por Rian Johnson e foi o segundo longa da trilogia sequela distribuído pela Disney, desde a compra da Lucasfilm pelo Estúdio. Em sua produção, o filme gastou US$ 262 milhões para ser feito, tendo arrecadado mais de US$ 1 bilhão em todo o mundo, tornando-se a 13° maior bilheteria de todos os tempos.

08 – Batman v Superman: A Origem da Justiça

Lançado em 2016, o filme baseado nos personagens da DC Comics não teve boa repercussão na crítica especializada e desagradou muitos fãs de quadrinhos. Mesmo assim, o filme teve um bom desempenho nas bilheteria e arrecadou mais de US$ 800 milhões no mundo todo, ultrapassando o seu custo de produção, que foi de US$ 263 milhões.

07- John Carter: Entre Dois Mundos

Filme de 2012, trata-se de uma fantasia/ficção científica/ western produzida pela gigante Disney.

Com um grande orçamento de US$ 264 milhões, o filme não foi bem recebido pela crítica e nem pelo público, quase gerando um enorme prejuízo ao estúdio. Mas apesar dos pesares, o filme conseguiu arrecadar US$ 282 milhões no mundo.

06- Solo: Uma História Star Wars

Mais um filme da franquia Star Wars a entrar em nosso ranking. Sendo um spin-off, o filme conta a história de Han solo, um dos grandes personagens da saga.

Lançado em 2016, o filme foi dirigido por Ron Howard, tendo custado US$ 275 milhões para ser produzido. Ao redor do mundo, o longa arrecadou mais de US$ 390 milhões.

05- Liga da Justiça

Chegamos ao nosso top 5, e ele já começa com mais um filme da DC Comics. Liga da Justiça foi lançado em 2017 e dá continuação ao universo compartilhado da DC nos cinemas.

Também dirigido por Zack Snyder, o filme teve uma série de problemas em sua produção. Joss Whedon (diretor de Vingadores) foi convidado para escrever cenas da etapa de re-filmagens do longa, também tendo dirigido as cenas após a saída de Snyder por conta da morte da sua filha.

O filme teve um custo de US$ 300 milhões, com bilheteria de mais de US$ 650 milhões.

04- Vingadores: Guerra Infinita

Primeiro filme da Marvel a entrar no ranking, Vingadores: Guerra Infinita é a primeira parte de uma história contada em dois longas.

Estreando em 2018, o filme foi muito elogiado por fãs e pela crítica, tendo arrecadado mais de US$ 2 bilhões no mundo todo. Sua produção teve um custo total de US$ 316 milhões.

03- Vingadores: Ultimato

Continuação direta do filme citado anteriormente, Vingadores: Ultimato é um épico ainda maior que seu antecessor. Reunindo todo o panteão de personagens da Marvel no Cinema, o filme fecha um ciclo na produção cinematográfica do estúdio.

Muito bem recebido, o filme arrecadou mais de US$ 2 bilhões no mundo, tendo custado aos cofres da Disney US$ 356 milhões.

02- Vingadores: A Era de Ultron

Mais um filme da Marvel, A Era de Ultron foi o segundo filme dos Vingadores a estrear no cinema, sendo lançado em 2015.

Ainda com Joss Whedon como diretor, o longa custou US$ 265 milhões para ser produzido. Com boa repercussão no mundo do cinema, o filme foi o quarto da Marvel Studios a atingir a marca de US$ 1 bilhão nas bilheterias, abrindo espaço para as sequências da produtora.

01- Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas

O primeiro lugar também pertence à Disney, com uma das franquias mais lucrativas do estúdio.

Piratas do Caribe: Navegando em águas Misteriosas estreou em 2011, e contou com o astro Johnny Depp no papel principal. O filme custou mais de US$ 378 milhões para ser produzido, com uma arrecadação que bateu o US$ 1 bilhão na bilheteria do mundo todo.

Sobre Leonardo Caprara

Fundador do Música e Cinema, em 2012. Jornalista e empreendedor, busca levar o melhor conteúdo para os leitores. Contato: [email protected]

Veja Também!

Vagas na área de Música e Cinema – Mercado de trabalho sofre

A área de emprego artística e musical pode exigir muitos conhecimentos práticos, teóricos e didáticos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *