Monstro Discos completa 20 anos de puro rock n’ roll

A Monstro Discos, uma das empresas mais consolidadas do mercado do rock goiano e nacional, completa 20 anos em 2018. Com diversos discos lançados, shows produzidos e atividades diversas no ramo, a empresa segue firme na luta pela consolidação da cena do rock nacional.

Em texto liberado para a imprensa, a Monstro Discos comemora a trajetória e elenca momentos marcantes de sua trajetória.

“O compacto em vinil azul Sex, Rockets and Filth Songs, dos Mechanics, foi o início de tudo. Em 1998, a Monstro Discos iniciava sua jornada rock em uma inóspita terra de cowboys. Exatos 20 anos depois, temos muito o que comemorar. Sobrevivemos a crises externas e internas, mudanças e oscilações do mercado, de modas, de governos, de formatos, de consumo, de artistas, de público… mas resistimos, resilientes, sobrevivemos, nos readaptamos, nos reinventamos e inovamos. Mas sem nunca perder nossa essência! Somos rock. Hoje já contabilizamos mais de 180 títulos lançados – entre CDs, compactos em vinil (“os mais chiques do Brasil”), fitas K7, VHS, DVDs e álbuns 100% digitais. Um catálogo amplo, variado, com artistas de Norte a Sul, de Leste a Oeste do País e também de fora, com diversos estilos, linguagens, sotaques e calibres desse tal rock and roll.

Responsáveis pela Monstro Discos.

E ainda tem o Goiânia Noise Festival (irmão mais velho da Monstro), os shows mensais, os projetos malucos, o álbum de figurinhas, livros, as turnês pelo País… Duas décadas! Por tudo isso, 2018 será um ano de comemorações. Várias. E novos projetos! Novas coleções! Novos eventos! Novas pirações! E uma logo comemorativa, feita pelo nosso parceiro-irmão Maurício Motta. E tudo com o que a Monstro Discos mais sabe fazer: rock!

Ao longo desses 20 anos de vida, a Monstro Discos sempre seguiu uma única receita: encarar o rock independente brasileiro de uma forma profissional e trabalhar sério para que ele seja estimulado e respeitado, dando vazão ao talento das mais incríveis bandas e artistas do país – que não por acaso são aquelas que transitam nos subterrâneos sonoros do País. Diante desse objetivo, o primeiro passo foi bem simples. Cometendo um verdadeiro suicídio comercial, a Monstro Discos ateou fogo nos manuais caça-níqueis da indústria fonográfica e lançou, em plena febre do CD, o já citado compacto de 7 polegadas em vinil azul (!) de uma banda de Goiânia que fazia um rock barulhento e cheio de influências de cinema vagabundo, histórias em quadrinhos, sub-literatura e pop art.

De lá pra cá, a Monstro Discos investiu em novos artistas e títulos em diferentes formatos, confirmando que seu negócio era realmente música e não uma busca canalha pelo lucro fácil. Autoramas, Ambervisions, Amp, Astronautas, Bang Bang Babies, Brinde, Barfly, Barizon, Canábicos, Cascadura, Canastra, Continental Combo, Dead Rocks, Darshan, Detetives, Devotos DNSA, Diablo Motor, Ecos Falsos, Frank Jorge, Firefriend, Girlie Hell, Irmãos Rocha, Hang the Superstars, Irmãos Rocha, Júpiter Maçã, Jukebox from Hell, Lucy and the Popsonics, Marcelo Gross, Macaco Bong, Mechanics, MQN, Mustang, Monstros do Ula Ula, Mundo Livre S/A, NEM, Nenê Altro, Os Gringos, Os Cabeloduro, Pata de Elefante, Pelebrói Não Sei, Prot(o), Royal Dogs, Retrofoguetes, Rollin’ Chamas, Sapatos Bicolores, Snooze, Señores, Sick Sick Sinners, Superguidis, Super Hi-Fi, Super Stereo Surf, Sheena Ye, The Books, The Galo Power, Tati Bassi, Trissônicos, Valentina, Vamoz!, Violins, Walverdes, Wry…

Esses e outros lançamentos provam que os quatro malucos que começaram com essa história toda não estavam errados em acreditar na existência de um rock brasileiro vigoroso e honesto, muito distante dos embustes que tentam nos enfiar ouvido abaixo todos os dias. Um rock riquíssimo em estilos, estéticas, trejeitos e volumes, e que se alastra pelo país querendo atingir o máximo de ouvidos.

Paralelo ao trabalho como selo, a Monstro Discos também se consolidou como uma grande produtora de shows e eventos. O Goiânia Noise está entre os maiores e mais importantes festivais do País e já foi palco para centenas de bandas de todo o Brasil e até mesmo de países como Estados Unidos, Japão, Canadá, Chile, Suécia, Argentina, Portugal e Uruguai, entre outros. Nomes consagrados como Sepultura, Los Hermanos, Pato Fu, Guitar Wolf, Nação Zumbi, Nebula, Black Mountain, Matanza, Dirty Projectors, Bnegão, Ratos de Porão, The Exploited, Bellrays, Biohazard, Delinquent Habits, Helmet, Violeta de Outono, Raimundos, Gerson King Combo, Garotos Podres, Sérgio Dias, Watts e muitas, mas muitas revelações e bandas iniciantes cheias de gás já se apresentaram no Goiânia Noise.

Além disso, a Monstro Discos organizou e organiza turnês pelo Brasil de bandas internacionais e nacionais, produziu e produz inúmeros shows em Goiânia, assinou, entre 2001 e 2010 a produção do Bananada, realizou edições da Trash – Mostra Goiana de Filmes Independentes, que já contou com a presença de ícones do cinema nacional como José Mojica Marins (o Zé do Caixão) e Ivan Cardoso, e vive e respira rock 24 horas por dia, todos os dias!

Então, se o seu negócio também é rock, junte-se a nós!

Porque nós somos rock!!!

Veja também! Filmes de terror na Netflix

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

Ex-Motherfish, Túlio Fernandes apresenta sua faceta eletrônica como Ovnnee

Ícone do cenário musical goiano, o DJ Túlio Fernandes (proprietário do Metrópoles Pub), chega agora …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *