As maiores injustiças da história do Oscar

A 95ª edição do Oscar será no dia 12 de março, já no clima da festa, iremos relembrar as cinco maiores injustiças da história da premiação.

5. O Segredo de Brokeback Mountain perdeu para Crash

As maiores injustiças da história do Oscar
Foto: Reprodução/Hypeness e Medium

Talvez o romance entre os cowboys interpretados por Heath Ledger (Batman: O Cavaleiro das Trevas) e Jake Gyllenhaal (O Abutre) tenha assustado os conservadores da Academia, porque é difícil pensar em outra explicação para o longa ter perdido o prêmio de Melhor Filme para “Crash: No Limite”, considerado um dos campeões mais esquecíveis da categoria.

O diretor de Brokeback Mountain, Ang Lee, levou a estatueta de Melhor Direção.

4. Edward Norton perdeu para Roberto Benigni

“A Vida é Bela” é um filme muito triste, mas a atuação de Roberto Benigni (Pinocchio) estava muito abaixo de todos os indicados da categoria, especialmente de Edward Northon (Clube da Luta), que foi aclamado por sua interpretação de um nazista em crise em “A Outra História Americana”.

3. Resgate do Soldado Ryan perdeu pra Shakespeare Apaixonado

As maiores injustiças da história do Oscar
Foto: Reprodução/Chippu e Plano Crítico

Primeira aparição de “Shakespeare Apaixonado” na lista (mas não será a última). “O Resgate do Soldado Ryan” é um dos melhores filmes de guerra de todos os tempos e rendeu o Oscar de Melhor Diretor para Steven Spielberg. Mas o filme vencedor do Oscar de Melhor Filme daquele ano foi um romance de época que não costuma ser lembrado nem na lista de melhores do gênero.

2. Stanley Kubrick e Alfred Hitchcock nunca ganharam um Oscar

Stanley Kubrick e Alfred Hitchcock dirigiram longas que figuram em diversas listas dos melhores filmes de todos os tempos. No caso de Kubrick, temos clássicos como “O Iluminado”, “Laranja Mecânica”, “Nascido Para Matar” e “2001: Uma Odisseia no Espaço”. Já Hitchcock dirigiu “Um Corpo que Cai”, “Psicose”, “Os Pássaros” e “Janela Indiscreta”. 

Hitchcock ganhou um Oscar honorário, mas ambos nunca ganharam um Oscar de Melhor Direção.

1. Fernanda Montenegro injustiçada

As maiores injustiças da história do Oscar
Foto: Reprodução/Hypeness e Papo de Cinema

Esse caso é pessoal para os brasileiros. Fernanda Montenegro foi indicada por sua atuação em “Central do Brasil”, uma das melhores de sua carreira brilhante. Mas ela perdeu o Oscar de Melhor Atriz justamente para Gwyneth Paltrow (Homem de Ferro), por “Shakespeare Apaixonado”, uma das atuações menos brilhantes entre as indicadas da categoria.  

Continue acompanhando o Música e Cinema para ficar por dentro do mundo do entretenimento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.