Três referências em Barbie que você não percebeu

Desde que chegou aos cinemas no dia 20 de julho, o live-action de Barbie vem dando o que falar com o público, apresentando um filme que surpreendeu por sua abordagem diferente, além de um roteiro crítico e criativo escrito pela diretora Greta Gerwig e pelo cineasta Noah Baumbach.

A trama utiliza de bastante metalinguagem, logo, possui diversas referências e easter eggs em sua história, que vão de referências a outros filmes a até mesmo linhas de brinquedos que já fizeram parte da coleção da famosa boneca, como seu cachorro, Tanner.

image 344
Foto – Reprodução

Porém, existem alguns easter eggs sutis inseridos na trama que passaram despercebidos aos olhos da audiência, mas que podem ser recompensadores quando descobertos, e podem complementar ainda mais a experiência. Conheça três deles abaixo.

ATENÇÃO: O TEXTO A SEGUIR CONTÉM SPOILERS. Prossiga com cautela.

  • Bonecas descontinuadas

A boneca Midge, também conhecida como “Barbie grávida”, interpretada pela cineasta Emerald Fennell foi uma referência óbvia de boneca descontinuada da franquia da Mattel, mas o filme apresentou muitas outras que passaram despercebidas do público.

Entre elas “Growing Up Skipper”, uma boneca cujos seios crescem, “Video Girl Barbie”, que possuía uma tela e câmera embutida, além dos bonecos “Earring Magic Ken” (que ficou conhecido como “Gay Ken”) e o “Sugar Daddy Ken”, que, por ironia, é dono de um gato chamado Sugar.

  • Irmãs da Barbie

Apesar de serem apenas citadas, as bonecas Skipper e Tutti, conhecidas como irmãs da Barbie, também foram homenageadas pelo filme, o que é interessante, pois a família da boneca é algo bem desconhecido. A primeira é conhecida pelo conselho da Mattel como o “Incidente Skipper”.

O CEO da empresa, vivido por Will Ferrell, explica que a irmã mais velha de Barbie, Skipper, conseguiu escapar da Barbielândia e sequestrou algumas crianças para tomar conta delas. Já Tutti e o irmão gêmeo chamado Todd são citados mais rapidamente, sem dar muitos detalhes de seu paradeiro.

  • A Criação de “Adão”

A “presença” da criadora da boneca, Ruth Handler, através da interpretação de Rhea Perlman, não é novidade para quem acompanhou o filme até o fim. Mas um detalhe sutil acontece quando Barbie e sua criadora se reencontram na Barbielândia.

Quando as mãos de ambas se tocam para que Barbie conheça experiências de vida, a cena recria a pintura icônica “A Criação de Adão”, do famoso artista renascentista Michelangelo, retratando o primeiro momento em que Deus dá vida ao homem pela primeira vez.

image 346

Mais sobre Barbie

No filme de Greta Gerwig, a famosa boneca da Mattel vivia sua vida perfeita na Barbielândia, até que passa por uma crise existencial, sendo obrigada a lidar com problemas como pensamentos de morte e celulite.

Ao procurar ajuda, ela descobre que precisa ir até o mundo real para encontrar uma solução para sua crise. Porém, Barbie acaba descobrindo que essa não será uma tarefa fácil, e precisa estar pronta para enfrentar um grande desafio.

Barbie segue em cartaz nos cinemas, mas já há uma previsão inicial para sua chegada aos streamings. Assista ao trailer:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.