Maestrick: novo disco narrará viagem de trem e será divido em duas partes

Após impressionar com "Unpuzzle", em 2011, banda prepara disco dividido em duas partes. "Espresso Della Vita: Solare" é um dos lançamentos mais aguardados do primeiro semestre.

Uma grande viagem de trem. Cada hora do dia representando uma música. Disco dividido em 12 horas do dia e 12 horas da noite. Esses são alguns detalhes do novo disco do Maestrick, o “Espresso Della Vita”, que será lançado em duas partes, chamadas de Solare e Lunare (em alusão as horas do dia e da noite).

As músicas já estão sendo gravadas e a expectativa da banda é lançar o “Espresso Della Vita: Solare” no primeiro semestre. Na produção e também como guitarrista, Adair Daufembach. O grupo surpreendeu em 2011 ao lançar seu primeiro disco, “Unpuzzle”, ganhando destaque também pelo EP “The Trick Side Of Some Songs”, com regravações de Yes, Beatles, Pink Floyd e outras bandas clássicas do rock.

“São 2 anos de trabalho e acho que o disco vai soar bem diferente do Unpuzzle. A gente está em outra época, tanto no aspecto pessoal quanto no musical, amadurecemos e a sonoridade do disco vai mudar bastante, principalmente os timbres. Mas ainda sim tem muito do Maestrick, até por que isso não vai mudar nunca, a essência da música da banda”, disse o baterista Heitor Matos.

Trio oficial do Maestrick.
Trio oficial do Maestrick.

A banda é formada por Fabio Caldeira (vocal e piano), Renato “Montanha” Somera (baixo) e Heitor Matos (bateria). Sem guitarrista fixo, eles contam com a participação de Adair Daufembach. Sobre o conceito do disco, o baterista revela detalhes.

“O conceito do novo disco é uma viagem de trem, que tem como base algumas coisas que a gente viveu, são metáforas pra isso. Dividimos isso em duas partes. Serão 24 horas, divididos em 12 horas pro dia, no Solare, e 12 horas pra noite, no Lunare. Cada estação pra esse trem vai representar uma hora do dia e uma música”, afirmou Matos.

Heitor Matos gravou as linhas de bateria em dezembro.
Heitor Matos gravou as linhas de bateria em dezembro.

No primeiro disco, o Maestrick apresentou uma canção em português. Neste novo trabalho, também haverá uma composição no idioma primário dos músicos.

“A maioria do disco é em inglês. Dentro do som que a gente faz, soa melhor. Teremos uma música inteira em português, que é uma história mais voltada pro Brasil mesmo. Mas vai ter muita coisa nova, outras línguas, histórias de outras partes do mundo, algo que vai ser muito legal. Tem muita novidade!”, explica Heitor Matos.

Sessão de gravação com o produtor Adair Daufembach (centro).
Sessão de gravação com o produtor Adair Daufembach (centro).

Confira H.U.C., do último disco, e fique ligado que em breve essa viagem de trem começará a ser contada!

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

Sheena Ye lança primeiro disco e mostra potência sonora do trio

Formada em 2013, a banda Sheena Ye lançou seu primeiro álbum em 2017. “Seu Tempo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *