As mortes reais de O Exorcista

O Exorcista é um dos maiores clássicos da história do terror mundial, um filme que chocou na década de 70, assustou plateias e até hoje gera medo em quem o assiste, porem por trás do filme existem muitas histórias assustadores a cerca de sua gravação, como por exemplo as nove mortes que ocorreram durante as gravações.

O Exorcista (1973):

Sinopse O Exorcista: Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que é também um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

Mortes em O Exorcista

Mortes em O Exorcista:

As mortes reais de o exorcista incluem Jack MacGowran que interpretou Burke Dennings morreu devido a uma forte gripe, a atriz Vasiliki Maliaros interpretou a mãe do padre Karras, assim como Jack só terminou suas gravações e logo em seguida morreu.

As outras mortes foram de membros da equipe e parentes, o irmão do ator Max Von Sydon (padre Merrin), um vigia, o cameraman que teve em sua esposa uma grande tragédia, seu filho ainda em gestação veio a falecer e para finalizar o mestre de refrigeração do set morreu, esta refrigeração era usada para dar “fumaça” enquanto os personagens falavam.

Especula-se que mais pessoas próximas também morreram.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

poltergeist-canal

12 indispensáveis filmes de terror dos anos 80

Os anos 80 proporcionaram muita diversão e sustos entre os amantes de filmes de terror. …

One comment

  1. Oi:
    Legal (e até assustador!) o site…
    De fato, coisas atípicas aconteceram durante a filmagem: e depois.
    Outra pessoa morta durante isso foi o AVÔ (ou AVÓ) da atriz mirim.
    E foi uma produção meio SEM PÉ NEM CABEÇA, alias como a maioria dos filmes do gênero: além de OBSCENA. Demorou para ser liberado para a TV do Brasil; na estreia – teve cenas/partes CORTADAS _ assisti no cinema a VERSÃO DO DIRETOR. Até havia pessoas rindo em algumas.
    Já em EXORCISTA 2 O HEREGE… Pior ainda! Li que duas atrizes tiveram PROBLEMAS DE SAÚDE após atuarem lá (a KITTY WINN; eterna SHARON do 1o e a LOUISE FLETCHER – alias foi brilhante como a GENE TUSKIN). O problema seria PROBLEMAS NA VESÍCULA BILIAR.
    Nesse aí uma estória ainda mais sem pé nem cabeça. O que valeu foram as CENAS IMPACTANTES NO FINAL e a PARTE MELANCÓLICA DA GAROTA SANDRA APRENDENDO A FALAR (ah se eu frequentasse uma clínica como aquela. Acolhedora mesmo). Além de outras coisas questionáveis lá.
    Isso que envolve PARAPSICOLOGIA, ALÉM: deve ser estudado ainda mais. Alias uma das coisas que mais aguçam o ser humano.
    Valeu,
    Rodrigo O Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *