Um Drink no Inferno: 7 curiosidades do filme

Contando a história de crimes dos irmãos Seth (George Clooney) e Richard Gecko (Quentin Tarantino) e suas ligações com criaturas noturnas do Texas, o aclamado filme cult Um Drink no Inferno, do diretor Robert Rodrigues e do então jovem roteirista Quentin Tarantino, completa 21 anos em 2017.

O longa conta a já citada história de crimes dos irmãos Gecko, procurado pelo F.B.I e pela Policia Texana por 16 mortes seguidas de roubo no estado norte-americano. Os dois planejam atravessar a fronteira com o México, podendo assim cumprir sua parte de um trato feito com o Chefe de cartel Carlos (Cheech Marin). Para conseguirem atravessar com segurança, sequestram a família Fuller, liderados pelo pastor Jacob (Harvey Keitel), que estavam de férias na região com seu trailer.

O improvável grupo segue viagem até chegar na casa noturna Titty Twister, onde a enigmática Santanico Pandemonium (Salma Hayek) e seus companheiros vão transformar a viagem dos irmãos Gecko e da família Fuller em um verdadeiro inferno trash.

um drink no infernoCuriosidades – Um Drink no Inferno

Separamos uma lista com 7 curiosidades do aclamado filme.

  • Do fracasso ao estrelato cult

Como o filme foi um marco à época, devido ao seu inesperado e diferente plot twist, as fracas bilheterias rapidamente se transformaram em uma legião de fãs sedentos por filmes trash e gore, mesmo que o longa de Robert Rodrigues seja muito bem mascarado como uma história de perseguição policial.

  • Seth Gecko visita o Microsoft Windows

Existe um jogo que se baseia nas cenas finais do filme. From Dusk Till Dawn é um jogo de tiro em terceira pessoa lançado em 2001 para computadores Windows, e conta com Seth Gecko como protagonista. O criminoso foi condenado pelo assassinato do irmão e tenta fugir da prisão Rising Sun, um navio-tanque que foi invadido por vampiros.

  • O jovem Tarantino

Um dos diretores mais conhecidos e influentes atualmente, Quentin Tarantino escreveu e atuou no filme, o que lhe rendeu uma indicação ao Framboesa de Ouro como pior ator coadjuvante. O trabalho como roteirista também foi o seu primeiro texto pago para o cinema.

  • A rainha vampírica e seu medo de cobras

Salma Hayek, a Santanico Pandemonium, tinha Ofidiofobia, medo de cobras, e teve que contar com ajuda de um terapeuta para conseguir fazer a famosa cena em que aparece sensualizando com uma cobra. A atriz tentou argumentar com o diretor Robert Rodríguez para mudar a cena, e como resposta ele disse que a cantora Madonna tinha interesse em substitui-la. Hayek acabou realizando o trabalho e foi lançada ao estrelado devido a sua encantadora performance. Inclusive a dança da personagem não tinha coreografia, e foi improvisada pela atriz durante as gravações.

  • Tarantino sem banhos de sangue?

Se você reparar bem, os vampiros do filme não sangram em vermelho. A cor verde que saia ao serem feridos ou mortos foi escolhido para evitar a censura do filme, o que poderia prejudicar seu desempenho nas bilheterias.

  • Legado

O filme teve duas sequências não tão aclamadas como o primeiro, mas que divertem. Um Drink no Inferno 2 – Texas Sangrento (1999) e Um Drink no Inferno 3 – A Filha do Carrasco (2000) expandiram a história do original, e a série original From Dusk Till Dawn, lançada em 2014, se baseia no universo criado por Tarantino e Rodrigues para contar uma história diferente da apresentada nos cinemas.

  • Agente triplo

O bartender do Titty Twister, Danny Trejo, é o único ator que aparece nos 3 filmes, além de uma participação na segunda temporada da série. O ator é conhecido pela série de filmes trash Machete! e também por sua participação na franquia Pequenos Espiões.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

Crítica | Annabelle 2 – É bom? Devo assistir?

Um dos principais lançamentos de terror de 2017, “Annabelle 2 – A Criação do Mal” …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *