12 indispensáveis filmes de terror dos anos 80

Os anos 80 proporcionaram muita diversão e sustos entre os amantes de filmes de terror. No Brasil, diversas produções da cena underground foram exibidas na televisão, além de sessões nostálgicas em cinemas espalhados por todo o país.

Nesta década, surgiram produções de todos os estilos. Desde filme de baixo orçamento que acabaram se tornando cults, até grandes produções do terror que alcançaram bons números e acabaram se tornando sucessos comerciais e iniciando franquias.

Essa não é uma lista de melhores filmes de terror dos anos 80. Muitos ótimos filmes acabaram ficando de fora (como em todas lista). Foram selecionados 12 filmes que são indispensáveis para quem deseja conhecer um pouco das produções que marcaram a década. Se você lembra de filmes marcantes e eles não estão na lista, deixe os nomes e sua avaliação nos comentários.

Filmes de terror dos anos 80

Lista com 12 filmes, sendo que alguns contém sub-indicações de continuações ou até mesmo de franquias inteiras. Não estão organizados por ordem de importância e agregam alguns “gêneros agregados”, indo desde produções mais próximas do trash e verdadeiramente aterrorizantes, até filmes que misturam humor e acabaram sendo atração da Sessão da Tarde.

A Hora do Pesadelo – 1984

a-hora

Uma das maiores criações do diretor Wes Craven, A Hora do Pesadelo foi produzido com menos de 2 milhões de dólares, algo considerado baixo até mesmo para época. Em poucas semanas, o investimento já tinha sido revertido em lucro, que atualmente tornou-se incalculável, tendo em vista todas as sequências e sucesso comercial da franquia e do vilão.

A história gira em torno de jovens estudantes que começam a sofrer com o vilão Freddy Krueker, interpretado por Robert Englund, que com sua aparência assustadora e garras, invade os sonhos dos jovens. E agora, quem será o primeiro a dormir?

Nesta lista não incluímos sequências, porém o terceiro filme também deve ser assistido. A primeira sequência, A Hora do Pesadelo II, é um tanto quanto confusa, porém no terceiro a produção conseguiu acertar em cheio.

Evil Dead – 1981

evil-dead2

No Brasil conheceido como Uma Noite Alucinante ou A Morte do Demônio, The Evil Dead é um dos ícones do cinema trash, sendo criado pela família Raimi, principalmente na figura do diretor, Sam, que recrutou o amigo Bruce Campbell para viver o “herói” Ashley J. Williams, o Ash.

Essa é uma indicação dupla. Tanto o primeiro, The Evil Dead, quanto o segundo, Evil Dead II, são ótimos filmes, produzidos com um orçamento mínimo e com uma relação custo/benefício gigantesca. Você verá muito sangue, zumbis, piadas e acabará rindo dentro deste contexto.

Além dos dois filmes, existe um terceiro (nos anos 90), que também é muito divertido, porém não considerado uma sequência por muitas pessoas.

A Hora do Espanto

a-hora-do-espanto

Um filme clássico para quem passou pela adolescência nos anos 80 e 90. Integrando o elenco juvenil com o mundo dos vampiros, Tom Holland conseguiu aproximar muito bem os gêneros comédia e terror. Você pode questionar a presença deste filme na lista, mas é impossível não reconhecer a importância deste filme para o gênero.

A Hora do Espanto faz referência a atores clássicos do terror através do personagem Peter Vincent, inspirado em Vincent Price e Peter Cushing.

Após essa produção, os filmes de vampiros passaram a receber mais atenção e retornaram para as primeiras posições na lista de intenções dos estúdios. Além de ser sucesso entre os jovens, também chamou atenção pela longa e bem escolhida trilha sonora.

Brinquedo Assassino – 1988

brinquedo-assassino

Child’s Play (Brinquedo Assassino) eternizou o vilão Chucky como um dos mais cruéis e divertidos do cinema, rendendo ainda 4 sequências. No filme, Brad Dourif interpreta o assassino Charles Lee Ray, que após morrer, retorna na forma de um brinquedo (Dourif segue como a voz do assassino) através de um ritual vodu. O nome faz referência aos assassinos Charles Manson, Lee Harvey Oswald e James Earl Ray.

Neste filme, a direção também é de Tom Holland, que trouxe para o elenco Chris Sarandon, o vampiro de A Hora do Espanto.

Cemitério Maldito – 1989

cemiterio-maldito

Adaptação do livro de Stephen King, que desta vez assinou também o roteiro (após ficar revoltado com O Iluminado). Durante a pré-produção, diversos atores foram cogitados, incluindo Bruce Campbell, o Ash de Evil Dead.

George Romero e Tom Savini, dois dos maiores nomes do cinema de terror, foram cogitados para assumir a linha de frente, porém não conseguiram tempo para o projeto, abrindo espaço para Mary Lambert.

O filme mostra um cemitério indígena misterioso, em que animais e pessoas que são enterrados, voltam a vida. No início das gravações, o ator Miko Hughes tinha apenas 3 anos. Banda favorita de Stephen King, os Ramones gravaram uma música especial sobre o livro/filme, idealizada por Dee Dee Ramone.

Sexta-Feira 13 – 1980

sexta-feira-13

Sexta-Feira 13 é um dos primeiros filmes a apostarem no modelo do sub-gênero slasher. Veio logo 2 anos após Halloween, que faturou milhões ao lançar o assassino Michael Myers.

Neste primeiro filme, não temos o assassino Jason Vorhees e nem mesmo sua icônica máscara, que só apareceria no terceiro filme (aliás, um ótimo filme).

O diretor Sean S. Cunningham tem muitos méritos na condução do filme, que popularizou o contexto de jovens isolados contra um assassino. Outro que ajudou na confecção do clima de tensão é Tom Savini, especialista em efeitos especiais e maquiagem, também conhecido por ser um dos “pais” dos zumbis.

Poltergeist – 1982

poltergeist2

Longe do modelo de produções alternativas e experimentais, Poltergeist – O Fenômeno foi escrito e produzido por Steven Spielberg, algo que já justificaria muito expectativa, completa ainda pela direção de Tobe Hooper, um dos criadores de O Massacre da Serra Elétrica nos anos 70.

No filme, a família Freeling começa a passar por experiências sobrenaturais em sua casa e a caçula, Carol Anne, parece ser o alvo dos invasores. Destaque para grande interpreção de Heather O’Rourke, que morreu prematuramente pouco antes do lançamento do terceiro filme, após um erro médico.

Dia dos Mortos – 1985

dia-dos-mortos

Dirigido pelo genial George Romero, que em 1968 entrou para história ao lançar A Noite dos Mortos Vivos, este filme é o melhor do mundo zumbi lançado nos anos 80. Na franquia “Living Dead”, que lista filmes dos criadores do clássico de 68 (que também teve John Russo na linha de criação), este é o terceiro de Romero.

Neste filme, os zumbis já dominaram os Estados Unidos, existindo apenas uma pequena resistência em uma base militar, onde cientistas tentam encontrar a cura para o vírus. Após divergências entre os militares e pesquisadores, os zumbis acabam achando o caminho de entrada para o refúgio.

Hellraiser – 1987

helraiser

Um filme muito mais conceitual, que acaba dividindo opiniões. Foi criado por Clibe Barker, escritor do livro que inspirou a produção, sendo também roteirista e diretor.

É originário do Reino Unido, em uma época muito forte de tensão social nos países do bloco, principalmente na Inglaterra. Contestando valores, explorando temas como o sadomasoquismo e apresentando as figuras amedrontadoras dos Cenobitas, Helrraiser (no Brasil, Hellraiser – Renascido do Inferno) é com certeza um dos lançamentos marcantes dos anos 80.

 

Grito de Horror – 1981

grito-de-horror

Talvez um dos mais alternativos da lista. Normalmente não tem destaque quando fala-se dos anos 80, no entanto, trata-se de um divertido e inteligente filme.

Traz muitas referências diretas a clássicos underground que já haviam feito sucesso, colocando em cena os lobisomens, que andavam em baixa, bem como os vampiros.

O nome mais forte da produção é Joe Dante, diretor que também foi responsável Gremlins, nosso próximo filme.

 

Gremlins – 1984

gremlins

Outro dos filmes de terror dos anos 80 produzidos por Steven Spielberg, que escolheu muito bem o diretor. Joe Dante mostra um trabalho mais maduro e consegue criar boas cenas de humor e tensão.

Foi o filme responsável por lançar os Mogwais, criaturas simpáticas e peludas, que caso sejam bem cuidadas, não oferecem perigo algum a humanidade. Caso sejam alimentados após a meia-noite, os terríveis Gremlins surgem, com sua risada diabólica e inteligência perversa.

Trata-se de um dos filmes mais comerciais da lista, gerando imenso lucro até hoje com produtos dos mogways e gremlins.

Phenomena – 1985

phenomena

Criado pelo diretor italiano Dario Argento, um dos maiores ícones do giallo, Phenomena vem logo após a produção de Profondo Rosso (1975), Suspiria (1977), Inferno (1980) e Tenebre (1982). Como já era de se esperar, trata-se de um grande filme.

A condução, sequências e diálogos criados por Argento trazem suas características mais marcantes, imprimidas dentro do contexto de uma jovem americana, que num colégio interno da Suíça, descobre poderes sobrenaturais, em que consegue manipular insetos, algo que pode lhe ajudar na resolução de um grande mistério.

Gostou da lista de filmes de terror dos anos 80? Achou péssimo? Gostaria de acrescentar títulos para uma nova versão? Deixe sua opinião nos comentários.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

chamados2

Filmes de terror 2017 – datas e detalhes de 16 lançamentos imperdíveis

O ano de 2016 trouxe algumas novidades interessantes para os fãs de terror, no entanto, …

2 Comentários

  1. A lista e boa, mas são apenas filmes de terror baseados no sobrenatural, eu acrescentaria mais alguns:

    O Enigma de Outro Mundo – The Thing – 1982 – Terror alienígena
    A Força Sinistra – Life Force – 1985 – Terror alienígena – com a bela Mathilda May
    A Mosca – The Fly – 1987 – Terror / Sci-Fi
    Scanners – Scanners – 1982 – Terror / Suspense
    O Enigma do Mal – The Entity – 1982 – Terror Sobrenatural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *