A Vingança de Willard: conheça o filme

A Vingança de Willard é um filme de suspense e drama lançando em 2003. Estrelado por Crispin Glover, famoso por interpretar George McFly na trilogia De Volta para o Futuro, e dirigido por Glen Morgan. O filme é baseado no romance Ratman’s Notebooks do escritor Stephen Gilbert. É também uma refilmagem do filme Calafrio (Willard) de 1971.

A Vingança de Willard (Willard) – 2003

Sinopse A Vingança de Willard: Willard (Crispin Glover) é um cara estranho, que não tem amigos e nem namorada. Assombrado pela imagem do pai morto e sufocado pela mãe que o requisita a todo instante, Willard não consegue estabelecer relações com as pessoas à sua volta. No trabalho, é mal-tratado pelo chefe que faz de sua vida um pesadelo. Morador de uma casa velha e decadente, única herança de seu pai, um dia Willard descobre que exerce um estranho poder sobre os ratos que vivem no porão. Ele percebe que agora tem amigos, uma centena de pequenas criaturas tão fiéis e vorazes que seriam capazes de matar por ele!

a vingança de willard capa

Esse é mais um daqueles filmes desconhecidos por amantes do cinema. Diria que A Vingança de Willard é um filme que conquista o público lá pelos 10 ou 15 minutos de filme, momento em que a vida do protagonista é retratada fazendo com que você se ajeite no sofá e em pensamento exclame “agora sim!“.

Comparando-o com a versão de 1971 intitulada no Brasil como Calafrio (Willard), percebemos que há algumas diferenças em relação a Willard, na versão de 1972, o jovem não sofria tanto como o da versão de 2003.

1° Diferença: em Calafrio, a mãe de Willard não era tão dura quanto em A Vingança de Willard.
2° Diferença: na versão antiga, Willard e sua mãe se socializavam com vizinhos e alguns amigos.
3° Diferença: Willard parecia ter um certo distúrbio na versão de 2003, na versão antiga ele era um jovem perfeitamente normal e que era apenas chacoteado pelo chefe.
4° Diferença: O final de cada filme não se assemelha nada um com o outro, enquanto um é mais pesado, o outro é um pouco menos castigador.

No filme, é tocada algumas vezes a música Ben do cantor Michael Jackson, ela faz referência ao ratinho Ben,o qual tem um relacionamento turbulento com Willard, pois este o rejeita dando atenção especial ao outro ratinho Sócrates. Ben, começa a agir como uma criança carente de atenção e de todo jeito tenta chamar a atenção de Willard sem sucesso, pois o jovem não consegue esconder sua indiferença para com o rato. Há um momento no filme em que Ben é abandonado por Willard, o rato revoltado parte rumo a uma vingança contra o rapaz.

O filme Calafrio (Willard) ganhou uma sequência em 1972 chamada Ben: O Rato Assassino (Ben), onde narra a história de um garotinho carente da atenção dos pais, que encontra um “ratinho” e passa a ver ele como seu amigo de todas as horas.

MOV WILLARD 031003.jpg

Com o orçamento de US$ 20 milhões de dólares, A Vingança de Willard arrecadou um pouco mais de US$ 4 milhões em seu primeiro final de semana ficando em 8° lugar no ranking, mas na semana seguinte caiu para o 13°. O filme tem 65% de aprovação no Rotten Tomatoes e atingiu 51% de público.

Trailer A Vingança de Willard

Clipe da música Ben de Michael Jackson

Sobre Jackson Tavares

Admirador do cinema, aprecia todos os gêneros cinematográficos com objetivo de levar ao leitor o que há de melhor do assunto.

Veja Também!

chamados2

Filmes de terror 2017 – datas e detalhes de 16 lançamentos imperdíveis

O ano de 2016 trouxe algumas novidades interessantes para os fãs de terror, no entanto, …

One comment

  1. Assisti esse filme há alguns anos. Não dá pra ter uma conclusão sobre ele.
    Ou é terrivelmente ruim, ou um filme genial.
    A boa interpretação salva tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *