A trilogia Até que a Sorte Nos Separe – Conheça!

 

Após o falecimento de um dos grandes gênios da história do humor cinematográfico, a TV Globo resolveu homenagear Jerry Lewis com a reprise do segundo filme da trilogia Até que sorte os separe, no domingo seguinte a morte do mito. Os mais jovens telespectadores talvez nem tenham se dado conta da pequena ponta que Lewis havia realizado em um filme nacional.

Leandro Hassun, ator de inúmeras comédias e protagonista desta franquia, sempre afirmou toda a sua reverencia e devoção a Lewis – fez questão de tatuar o autografo que pediu que ele lhe desse no braço, onde logo depois também tatuou uma caricatura do ator.- e por isso, ele festejou a oportunidade de conhecê-lo durante as filmagens

A história dos 3 filmes gira em torno do personagem de Hassun,  que ganha uma quantia exorbitante em uma modalidade lotérica como a Lotofacil, e sem perceber, acaba gastando toda a fortuna desordenadamente, tendo que se esforçar para recuperar o dinheiro. Isso se repete nos filmes seguintes.

Nos filmes subsequentes, após voltar a trabalhar honestamente, o personagem mais uma vez volta a ficar milionário. Megasena, Cassino, são diversas as situações em que o agora ex-gordinho se mete e faz o espectador rolar de rir. Não é a toa que os filmes são campeões de bilheteria da Globo Filmes.

O filme com Jerry Lewis tem a curiosidade de ter feito o veterano comediante reviver o papel de estrondoso sucesso de seu filme O Mensageiro Trapalhão, onde vive, como bem diz o titulo o mensageiro de um hotel de luxo norte americano. O filme original quase não possui diálogos, se vale do humor físico do artista. Lewis repete o personagem com sucesso, apesar das limitações que a idade avançada o impôs.

Para quem gostar de humor escrachado, sem limites, e até meio politicamente incorreto, não tem como errar assistindo a esta trilogia.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

Crítica | It: A Coisa – É bom? Devo assistir?

Muito próximas e infinitamente distantes. Essa é a descrição das adaptações dos livros de Stephen …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *