Subterror: realidade caótica

O trio brasiliense Subterror é mais um grande nome da música extrema nacional. Ainda pouco conhecido, o grupo já tem alguns anos de carreira na cena, porém somente agora lança seu primeiro álbum completo, intitulado Antropomortum. Um disco que chama a atenção não só pela música absurdamente agressiva, mas também pela estética e conteúdo lírico. Ouvimos o cd algumas vezes e posso afirmar aos nobres leitores que nos acompanham: o negócio é bruto. Música extrema para ouvidos extremos.

            Confira agora o nosso parecer sobre o disco em questão. É o Música e Cinema trabalhando sempre em prol do underground.

Subterror: Antropomortum (Black Hole Productions/2015 – nacional)   

Arte da capa de "Antropomortum"
Arte da capa de “Antropomortum”

Porções generosas de Death Metal da velha escola sueca, uma atitude punk e um approach Crust/HC são características bem evidentes no novo disco dos brasilienses do Subterror. Alguns chamam essa mistura de “stenchcore”, porém, é melhor não perder tempo tentando definir ou contextualizar a sonoridade produzida pelo trio, apenas coloque o cd na bandeja e sinta a destruição permear toda sua volta. Composto por nove faixas duras, ríspidas e brutais, o disco em questão traz o desabafo de três jovens que estão muito indignados e sem esperanças com o sistema e com a crise social e política. Essa indignação e aura pessimista são expressos na forma de letras muito inteligentes e profundas, como uma espécie de poesia do caos, as quais é impossível manter-se indiferente. Um compromisso apenas com a verdade. Um choque de realidade!

            Luan (baixo e vocal), Samuel (bateria) e Harry (guitarra) estão na batalha desde 2009, porém somente agora lançam seu primeiro full lenght de fato (anteriormente lançaram apenas uma demo e dois splits), e se esse é apenas o início, imagina o que ainda vem por aí. Todas as faixas são bem uniformes e diretas, como o próprio estilo abordado pede. A ótima produção deixa tudo bastante evidente, porém sempre mantendo aquela sujeira e distorção, tão necessários ao bom andamento do negócio. A arte gráfica, toda em preto e branco, ficou muito bacana, dando um toque “old school” ao lançamento. Antropomortum surgiu em meio à maré de conformismo que assola esse mundo, desferindo um verdadeiro chute no estômago do ouvinte. Soa exagerado, mas o álbum tem esse poder. O discurso que inicia o álbum, retirado do filme Waking Life, torna a instrumental O Vazio da Máquina ainda mais marcante, dando seqüência à explosão frenética de Estética do Fim, que talvez seja a melhor composição do disco, pois agrega peso, velocidade e agressão de forma impressionante. Pathos e Iconoclasta mantém o ritmo acelerado, com Luan estourando a garganta em meio ao caos sonoro. Destacam-se também Fanatismo do Pior (com forte tendência Crust escandinava), Apatia e Privilégio (que baixo animalesco é aquele?) e a saideira com a pessimista Escrevo Para Apagar Meu Nome, que encerra este petardo de forma excepcional.

Subterror em ação!
Subterror em ação!

            O Subterror é a bola da vez e Antropomortum um início mais que perfeito. O álbum foi lançado pela Black Hole Productions, do grande amigo Fernando Camacho, que funciona como uma espécie de selo de garantia em se tratando de podreira underground de qualidade. Pegue o seu agora e seja feliz!

Nota: 9,0

Formação:

  • Luan (baixo e vocal)
  • Samuel (bateria)
  • Harry (guitarra)

Faixas:

  1. O Vazio da Máquina
  2. Estética do Fim
  3. Pathos
  4. Iconoclasta
  5. Caminhando de um Inferno Para Outro
  6. Fanatismo do Pior
  7. Apatia e Privilégio
  8. Distopia
  9. Escrevo Para Apagar Meu Nome

  

Links:

http://blackholeprods.com/pt

https://www.facebook.com/Subterror?fref=ts

 

 

Sobre Ricardo Costa

Casado, 42 anos, médico veterinário. É fã de música desde a adolescência, principalmente dos subgêneros mais extremos do Metal. É fã também incondicional de cinema, principalmente de horror e ação. Seu principal hobby é pesquisar e conhecer bandas novas e filmes obscuros. Trará sempre novidades acerca de lançamentos, bem como artigos, matérias e entrevistas muito interessantes para os nossos leitores

Veja Também!

No Ar Coquetel Molotov anuncia Linn da Quebrada.

Linn da Quebrada fará seu primeiro show no Recife, no palco do Coquetel Molotov. A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *