Point Of No Return: Disco do Republica é um dos melhores do ano

A banda Republica já é nome constante na cena do rock nacional, sendo uma das bandas mais reconhecidas do heavy rock brasileiro, estando na estrada a mais de duas décadas. Com seu novo álbum, intitulado “Point of No Return” a banda dá um salto de qualidade gigantesco e chega a um trabalho maduro e muito bem executado, que coloca o Republica como um destaques do ano.

Point Of No Return: Um dos melhores do ano

Com toda a certeza este novo álbum do Republica está entre os melhores lançamentos do ano. O disco tem uma pegada muito forte, abusa de riffs marcantes e surge após um trabalho de equipe, com diversas participações especiais junto a banda, como Roy Z e Thiago Bianchi, que estiveram junto no processo de produção e com certeza auxiliaram nesta caminhada.

Point Of No Return chega após “Republica” e “There’s No Fucking Electronic Modern Loop”, dois álbuns que serviram para o amadurecimento e crescimento da banda, que participou de grandes festivais na America do Sul e teve a oportunidade de abrir os shows do Deep Purple na tour de 2011.

Neste novo trabalho, o Republica contou com a produção de Luis Paulo Serafim, que já flutuou pelos mais diferentes gêneros e é um dos profissionais mais qualificados na área no cenário brasileiro. As gravações foram no Electra Estúdio, que inclusive é de propriedade da banda.

Para as vozes, Thiago Biachi (Noturnall) auxiliou na produção e foi um dos auxiliares de Leo Belling.

Point Of No Return - Republica

O disco é composto de 10 faixas, começando com “Time To Pay”, que logo de cara dá o tom para a sequência do trabalho, chegando com um riff forte e uma afinação fantástica entre os instrumentos. Luiz Fernando Vieira e Jorge Marinhas arrebentaram nas guitarras, usando da simplicidade um elemento fundamental, ou seja, temos riffs constantes e muito bem idealizados e produzidos, sem invenções, apenas o bom e velho som já consagrado, acrescido é claro das particularidades do Republica.

Marco Vieira no baixo tem um papel fundamental em muitas das faixas, onde sai da retaguarda e ganha importante posição. A bateria de Gabriel Triani é outro fator de extrema competência, ou seja, um disco que contou com o melhor dos músicos.

“Why” e “Life Goes On” seguem com a pegada animal do disco, abrindo o espaço para a quarta música, a qual consideramos a melhor do disco, valorizando muito o vocal de Leo e fazendo uma boa base. Marco Vieira é destaque na faixa, que ainda conta com alguns elementos especiais, como o uso de um megafone em uma parte dos vocais.

Banda Republica
Banda Republica

“Goodbye Asshole” trouxe um monstro da música internacional para o trabalho, Roy Z, fantástico guitarrista e produtor fez uma participação especial na faixa, gravando belíssima linha de guitarra diretamente dos Estados Unidos e ainda auxiliando na finalização da música, que resultou em outro destaque do disco.

“No Mercy”, “Dark Road”, “Fuck Liars” e “El Diablo” completam um dos melhores lançamentos de 2014.

Por fim, temos um trabalho completíssimo, o melhor da carreira do Republica e que abre espaço para uma nova fase da banda, que parece estar chegando a um auge, tanto em estúdio como em apresentações ao vivo. Vale a pena conferir o trabalho, que foi muito bem masterizado nos Estados Unidos, por ninguém mais ninguém menos que Stephen Marcussen, responsável por trabalho em bandas como Black Sabbath e Kiss.

Mais informações:

Site Oficial
Facebook

Republica – Life Goes On

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

metallica

Metallica: revigorado e ainda relevante

Existem bandas que, ao anunciarem seus próximos lançamentos, promovem um verdadeiro fenômeno de histeria coletiva, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *