Pink Flamingos: um filme grotesco e polêmico

Pink Flamingos é um filme dirigido pelo polêmico diretor John Waters lançado no ano de 1972, a história protagonizada por um travesti e cheia de polêmicas e muitas cenas controversas que quebram preceitos morais da sociedade e padrões hollywoodianos chocando todas as pessoas que o assistem.

O filme tenta levar uma atmosfera underground e exploitation, com o travesti (drag queen) Divine que tem o título de pessoa mais asquerosa do mundo e vive fazendo suas bizarrices, mas em contra partida o casal Marbles acha esse título totalmente injusto e estão constantemente tentando roubar o título de Divine, dispostos a tudo para serem os mais asquerosos.

Pink Flamingos, 1972 - John Waters

Pink Flamingos, 1972 – John Waters:

Sinopse: Divine e sua nada normal família vivem num mundo paralelo, onde vangloriam-se de serem as pessoas mais asquerosas (perversas) de todo o mundo, porém essa hegemonia corre risco quando o casal Marbles decide que deseja tomar o posto.

O filme é totalmente perturbador, tem cenas que desafiam qualquer conceito social aceitável.

Elenco Pink Flamingos, 1972

Elenco Pink Flamingos

Mas não é apenas uma obra de horror sem objetivo, existe uma causa maior por trás de todo horror, este filme vai contra os limites visuais impostos por hollywood, é independente e faz o caminho contrário aos filmes hollywoodianos, por isso de seu sucesso cult, ele quebra paradigmas, choca, polemiza e acima de tudo é sempre lembrado e perdura desde os anos 70 na mente de todos que o assistem.

Podemos considera-lo um grande clássico e ao mesmo tempo um grande lixo, depende do ponto de vista, em quesitos técnicos é mal organizado, mal editado, as atéações péssimas dos “atores” que na verdade nem mesmo atores são, sequencias de cenas sem sentido e trilha sonora boa (porem desorganizada).

Mãe deficiente mental de Divine

Mãe deficiente mental de Divine

Divine – a Drag queen do século:

Divine, nome da drag queen que interpreta nome homônimo no filme é classificada por muitos a drag queen do século, trabalhando muito com John Waters e posteriormente no teatro e carreira musical, até a escolha do local passou no fato de Divine e John morarem em Baltimore.

John Waters – a batalha por Pink Flamingos:

John Waters teve que batalhar muito pra arrumar dinheiro pra fazer esse filme, sem orçamento, sem apoio, sem atores, tudo precário, teve que interromper as gravações algumas vezes por falta de dinheiro, os lucros praticamente nada, sem apoio de distribuidoras, portando é merecido dar os créditos a ele, fez uma obra controversa, amada por alguns e odiada por outros mas em comum tem o destaque e a lembrança (ou trauma) que fica na cabeça de quem o assiste.

John Water - diretor de Pink Flamingos

John Water – diretor de Pink Flamingos

Os 5 filmes mais polêmicos da história:

No meu outro post sobre os 5 filmes mais polêmicos da história não citei Pink Flamingos, mas com certeza ele entra na batalha com aqueles citados e está sim entre os mais polêmicos, os citados no outro post foram: A centopeia humana, Anticristo, Holocausto Canibal, 120 dias de Sodoma e A serbian Film.

 

Fundador do site, tem grande paixão pela música e pelo cinema, procurando levar o melhor conteúdo para os milhares de leitores que este projeto cultura possui hoje.

Deixe uma resposta