Ouça O Indomável, estreia solo de Sandoval Shakerman

Sandoval Shakerman é uma das figuras mais conhecidas da cena rock de Goiânia. Por 13 anos esteve à frente da banda Shakemakers. Com voz forte, timbre grave e letras de cunho passional e um humor ácido, Sandoval tem rock nas veias, sangue nos olhos e uma incansável disposição para espalhar o rock pelos quatro cantos do planeta. Agora, ele estreia em carreira solo com o single O Indomável.

Com os Shakemakers, uma banda de rock´n´roll old school e hard rock, ele se notabilizou tocando em vários festivais do País, como Goiânia Noise, Bananada, Vaca Amarela, Tendencies (TO), Rural Rock (MG), entre outros. Gravou dois álbuns próprios e participações nas coletâneas Goiânia Rock City Vol. 01(Monstro Discos) e Eu Vou Tirar Você Desse Lugar (Tributo a Odair José), ao lado de grandes nomes da música brasileira e outras bandas independentes.

No ano passado, iniciou uma carreira solo com um estilo que classifica de “maximum rhythm´n´blues”, um jeito de fazer rock, mas com misturas de soul, blues, country e outros temperos em alto volume e peso. Nessa nova fase, o artista reuniu um grupo de notáveis da cena rock goiana para sua banda de apoio: Diego Floyd (Vish Maria/Yesvalgina), Rodolpho Gomes (The Galo Power/Bruno e os Marrones) e Tiago Jacobson (Casa Bizantina) que formam Os Indomados.

CAPA_SINGLESingle

Ao lado desse super time, Sandoval Shakerman chega com uma raiva confessional e misturando elementos como rhythm’n´blues, rockabilly, soul e uma pitadinha de psicodelia. A música O Indomável é inspirada nas gravações de Wilson Pickett com o guitarrista Duanne Allman no FAME Studios, em Muscle Shoels, Alabama.

Sandoval lançou o desafio ao produtor Rogério Pafa: trazer o espírito do sul dos Estados Unidos ao tempero “rocker caipira” de Goiás, se aliando ao guitarrista Yan Ferreira para compor os arranjos. A faixa contou ainda com participações de Fred Valle (bateria), Diego Floyd (baixo), Alex Mac’ Arthur (teclados) e da vocalista do Vish Maria, Kellen Lomazzi, nos backing vocals.

A letra, originalmente um hard rock composto para outro colega, se encaixa perfeitamente na história da carreira do cantor compositor, que a assume como algo quase autobiográfico, retratando os desafios de um artista de rock independente que deseja seu lugar no tão competitivo mercado da música brasileira, no qual o rock nacional perde cada vez mais espaço para outros ritmos, principalmente vindo da capital da música sertaneja.

Veja também! Filmes de terror na Netflix

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

The Toy Dolls retorna ao Brasil para três shows em agosto

Formada na Inglaterra nos últimos instantes da década de 1970, em plena revolução do punk …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *