Os Escolhidos (Dark Skies): um filme interessante para se assistir na Netflix

Razoável em sua abordagem, pode ser uma boa escolha para uma sessão despretensiosa na Netflix.

Os Escolhidos (Dark Skies) é um filme norte-americano, lançado em 2013, abordando a temática alienígena. A produção foi executada com um baixo orçamento (US$ 3,5 milhões), surpreendendo pela lucratividade, chegando a ultrapassar a marca de US$ 18 milhões. Por tratar a famosa temática da “invasão” alienígena, que geralmente requer muito em questões de efeitos especiais, o baixo orçamento chega até mesmo a desanimar, no entanto este não é um fator determinante dentro da analise qualitativa.

A maioria dos problemas possíveis pela falta de orçamento são muito bem escondidos pelo diretor e roteirista Scott Charles Stewart (você deve se lembrar dele por “Padre” e “Legião“). Se muitos filmes já apostaram em invasões megalomaníacas, coloridas e estrondosas, Os Escolhidos apresenta um cenário diferente, apontando mais para o lado do terror psicológico.

Dark Skies

No elenco, destaque para dois atores experientes. Kari Russell (Felicity/TV) e Josh Hamilton (A Identidade Bourne) são responsáveis pela condução da trama, alternando o protagonismo e gerando um resultado razoável, principalmente por Kari, que parece mais confortável em seu personagem.

Sinopse: Uma família normal do subúrbio norte-americano começa a sofrer quando uma série de mistérios assombra sua vida. Inicialmente culpando o estresse e a falta de dinheiro, logo a família começa a perceber que as forças que estão agindo em seu cotidiano são muito mais fortes e perigosas.

O filme tem uma condução inicialmente lenta, pecando por apressar exacerbadamente o final, ou seja, faltou equilíbrio ou o acréscimo de uma fração de história. As referências são claras a filmes clássicos e até mesmo produções recentes, como Atividade Paranormal. Em relação aos alienígenas “entre nós”, trazem abordagem semelhante a utilizada por Don Siegel em 1965 no filme Vampiros de Almas.

Os Escolhidos 2
Os Escolhidos também peca por deixar muitas pontas soltas, como as misteriosas doenças.

Os alienígenas estão praticamente o tempo todo no filme, no entanto pouco aparecem, lembrando também Sinais, sucesso protagonizado por Mel Gibson.

Sim, o filme é cheio de referências. Se o ponto negativo do baixo orçamento não foi tão gritante, as muitas referências também não fizeram grandes diferenças positivas. Apesar de tentar ser original em alguns pontos, o filme acaba abusando de clichês e tendo nisso um de seus pontos mais fracos.

Para quem é fã de histórias de conspiração e se interessa por ufologia, é um filme interessante. Para quem quer apenas assistir um bom filme de terror, Os Escolhidos não chega a decepcionar, no entanto, se você deseja uma obra construída em muitos detalhes e com explicações dos acontecimentos, talvez deva apostar em outro filme, pois muitas lacunas são deixadas.

Os Escolhidos 3
Kari Russell tem a melhor atuação do filme.

O filme está disponível na Netflix. É razoavelmente curto (1h37) e de fácil compreensão. Não é um ótimo filme, muito menos uma produção descartável. Infelizmente, não passa do razoável, no entanto, não anulando o fato de ser uma interessante escolha para se assistir no serviço de streaming.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

poltergeist-canal

12 indispensáveis filmes de terror dos anos 80

Os anos 80 proporcionaram muita diversão e sustos entre os amantes de filmes de terror. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *