Geordie: conheça a primeira banda de Brian Johnson

Antes de entrar para o AC/DC e fazer sucesso com o álbum Back in Black, o vocalista Brian Johnson já era um músico experiente da cena inglesa. “Bairrista”, deixava claro o orgulho de ter nascido no norte do país até no nome de sua banda anterior. “Geordie” era também a gíria utilizada para apelidar aqueles que vinham das regiões próximas ao Rio Tyne.

Brian Johnson teve uma breve passagem pelo grupo Buffalo, que não fez sucesso na cena inglesa e nem mesmo chegou a entrar no circuito das bandas independentes, mas que serviu para o “network”. Neste grupo, conheceu o baixista Tom Hill, que por amizade em comum, acabou formando o trio central do que viria a ser o Geordie. Este terceiro membro essencial foi Vic Malcolm, guitarrista com passagem por diversas bandas.

Banda Geordie projetou Brian Johnson para o AC/DC
Banda Geordie projetou Brian Johnson para o AC/DC

O quarteto iniciou com o nome de “U.S.A”, que não vingou, sendo substituído justamente por uma gíria inglesa e que expressava muito da região em que haviam crescido. O Geordie de cara conseguiu marcar shows em importantes pubs da cena alternativa, conseguindo chamar atenção de uma gravadora e gravando seu primeiro single, a canção “Don’t Do That”, em 1972.

A linha do grupo seguia a tendência glam, porém trazendo referências de diversos outros gêneros. Vendo o relativo sucesso do single lançado, a gravadora EMI, famosa por fazer ousadas apostas, contratou o grupo e financiou o primeiro disco, chamado “Hope You Like It” (Espero Que Você Goste), um nome um tanto quanto humilde, mas que trazia um belo e poderoso disco.

geordia hope

O maior sucesso do primeiro disco foi a canção “All Because Of You”, que apareceu em rankings e logo deu uma impulsionada na carreira do Geordie.

O ano de 1974 foi marcado por dois fatos. Primeiro, o lançamento do disco “Don’t Be Fooled By The Name”, que tem como destaque a canção “Going Down”. Neste mesmo ano, em turnê, conheceu aquele que viria a ser o segundo vocalista do AC/DC: Bon Scott.

A banda de Bon, que tocava bateria, fez shows junto com o Geordie. Ficaram amigos e Johnson já era apontado por Scott como um dos melhores vocalistas da cena inglesa.

Após o lançamento de “Save The World” (1976), que não fez tanto sucesso quanto os discos anteriores, Brian decide apostar na carreira solo, levando alguns membros do Geordie para sua banda, que também não conseguiu emplacar.

Em 1978 é lançado o quarto disco do grupo. “No Good Woman” tem algumas canções cantadas por Johnson e outras com o vocalista Dave Ditchburn. O grupo passava por uma fase difícil, sendo que Brian estava afastado durante o lançamento.

As divergências na banda fazem com que uma divisão surja. Já no álbum “No Good Woman” haviam duas formações diferentes, sendo que após um tempo afastado, Johnson decide apostar na reformulação, trazendo novos integrantes para o Geordie (que ficou conhecido como Geordie II, pois antigos membros ainda seguiam com a banda original).

Quando estava prestes a investir na reformulada banda, no início dos anos 80, acaba participando do teste para vocalista do AC/DC (já havia tentado entrar em algumas bandas famosas). O amigo de Bon Scott acaba ficando com a vaga, porém, para não deixar os companheiros de Geordie II na mão, faz um acordo para que eles recebam uma boa quantia em dinheiro pelo “desfalque”.

Mesmo após todo sucesso no AC/DC, Johnson continuou promovendo eventos para ajudar os amigos da ex-banda, que passaram por dificuldades financeiras após apostarem na sequência da carreira.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

metallica

Metallica: revigorado e ainda relevante

Existem bandas que, ao anunciarem seus próximos lançamentos, promovem um verdadeiro fenômeno de histeria coletiva, …

One comment

  1. Tem uma levada de SLade, bem tipico dos anos 70

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *