Tom & Jerry: A série e os filmes

Este é um post não tão comum aqui no site, decidi produzi-lo, pois nos últimos dias estava lendo sobre desenhos antigos e me deparei com este que assisti muito quando criança. Relembrei muitos episódios super engraçados e tive a idéia de falar sobre o desenho aqui no Música e Cinema.

Tom e Jerry é uma série animada que iniciou em 1940, foi criada por William Hanna e Joseph Barbera para a MGM (Metro-Goldwyn-Mayer). A série começou  com um curta de aproximadamente 10 minutos, que foi exibido nos cinemas no início dos anos 40. O curta narrava as tentativas frustradas do gato Tom (Jasper no primeiro capítulo) de capturar o ratinho Jerry (Jinx no primeiro capitulo), Tom sempre fracassava pois Jerry mostrava-se mais ágil e mais inteligente. Os curtas quase não tinham falas sendo que uma vez ou outra Tom e Jerry falavam, ou a dona de Tom que sempre havia de resmungar de algo.

Os episódios produzidos no século XX são selecionados por Eras, sendo que na de Hanna-Barbera, foram realizados 114 curtas com trilha sonora, a maior quantidade de episódios de uma Era.

A dublagem de Tom e Jerry foi encarregada ao estúdio BKS em São Paulo. Alguns curtas passaram por uma redublagem para serem exibidos na Cartoon Network, pois a dublagem antiga é exclusiva do SBT.

tom e jerry abertura

A Era William Hanna e Joseph Barbera.

William Hanna era um engenheiro que durante o período da depressão foi trabalhar no departamento de desenho dos estúdios Harman-Ising, logo depois, assumiu a direção da unidade de animação da MGM. Lá conheceu o cartunista Joseph Barbera e juntos, criaram Tom e Jerry. A pedido do produtor Fred Quimby, eles criaram um pequeno curta onde tiveram a idéia de narrar a eterna batalha de um gato cinza e um rato de cor laranja. Esse curta recebeu o nome de “Puss Gets the Boot“, no Brasil, foi intitulado de “Um Bichano em Maus Lençóis“, que estreou nos cinemas em 20 de fevereiro de 1940. Podemos perceber que este curta não há uma apresentação do desenho como nos outros episódios, ao invés de conter na abertura a marca Tom and Jerry, recebeu apenas o nome de “A MGM Cartoon” e em seguida vinha o nome do produtor e o nome do curta. Apesar de Fred Quimby ser creditado como produtor, este não teve muita participação na produção.

Entre 1940 e 1957, foram realizados exatos 114 curtas por Hanna e Barbera, muitos destes curtas ganharam Oscars de melhor curta de animação. A série original teve fim quando os estúdios de animação da MGM fecharam as portas. Ao longo da era Hanna-Barbera, a aparência dos personagens foi mudando. Inicialmente, Tom era mais gordinho e não ficava quase de pé, quanto sua dona era uma senhora gorda e que vivia repreendendo Tom por causa de suas idiotices. Jerry também era mais gordinho e não muito inteligente, caindo muitas vezes na armadilhas de Tom. Com o tempo, a aparência foi mudando, Tom ganhou um tom azulado e ficava em pé frequentemente, Jerry também emagreceu e ganhou orelhas mais arredondadas, quanto aos donos de Tom, ele passou a pertencer a uma mulher magra, depois a um casal. Foram inseridos novos personagens como o buldogue Spike e seu filho Tyke; o ratinho sobrinho de Jerry Nibbles, que tem um episódio marcante onde ele e outro ratinho decidem brincar de índios e acabam aprontando para Tom; o gato preto Butch; o trio de gatos amigos de Tom; o urso dançarino; o primo de Jerry, Músculos; o Tio Pecos; o patinho amarelo; o elefantinho Jumbo entre outros personagens que tiveram pequenas participações em toda a série original. Após isso, Hanna e Barbera criaram seu próprio estúdio, o Hanna Barbera Productions, e passaram a produzir desenhos como os Jetsons, Os Flintstones e Scooby-Doo.

Tom e Jerry no episódio   Puss Gets the Boot (Um Bichano em Maus Lençóis) primeiro episódio da série.
Tom e Jerry no episódio Puss Gets the Boot (Um Bichano em Maus Lençóis) primeiro episódio da série.
William Hanna e Joseph Barbera.
William Hanna e Joseph Barbera.
Tom e Jerry da Era Hanna Barbera
Tom e Jerry da Era Hanna Barbera

Um episódio macabro

Há um episódio de Tom e Jerry, da Era Hanna Barbera, em que Tom se desiludi no amor. Tom se interessa por uma gata interesseira que apenas curte um momento com Tom, mas depois o troca por um gato rico.Tom disposto a lutar pela gata tenta de todos os modos conquistar o coração dela, muitas vezes aconselhado por Jerry a desistir. Tom fracassa em todas as suas tentativas de conquistar a gata, que sempre dar atenção ao gato rico. Após ver o gato milionário e a gata em um carro, onde estava escrito recém casados, Tom passa a beber e para acabar com seu sofrimento, se senta na linha do trem esperando a morte chegar. Tudo é narrado por Jerry no episódio, que deixa claro na fala “Pobre Tom, tudo acabará em alguns minutos“, que Tom pretende se matar enquanto ouvimos o  barulho do trem se aproximando. Jerry também observa sua ratinha fugindo com outro ratinho e se desiludi também, em seguida entra a cena em que Jerry se junta a Tom na linha do trem, disposto a se matar também.

Cena do episódio.
Cena do episódio.

A Era Gene Deitch

No ano de 1960, a MGM decidiu que iria produzir novos desenhos de Tom e Jerry, o produtor William L. Snyder negociou com o diretor Gene Deitch e seu estudio na Checoslváquia, a Rembrandt Films, para dar continuidade ao desenho. Ok, o desenho ganhou continuidade, mas foi criticado por fugir totalmente do formato do desenho original. Lembro quando eu assistia os episódios da Era Gene Deitch, a qualidade do desenho não era das melhores, tinha uma sonoridade estranha e situações bizarras. Tom sofria bastante, pois nesta fase, seu dono era um homem extremamente estressado e que facilmente perdia a paciência, isso era evidente quando seu rosto mudava para a cor vermelha. Tom e Jerry já havia sido criticado por conter uma certa violência, também foi acusado de racista devido o episódio “Ratinho Patriota” da Era Hanna Barbera, onde Tom enfia a cabeça dentro de um bule de chá e de repente um explosivo é detonado, destruindo o bule e deixando Tom com a cara preta e lábios exageradamente vermelhos. Contudo, a ideia era fazer com que Tom lembrasse um girassol queimado. Voltando a violência, fica claro que Deitch elevou esse nível de  modo perturbador.

Tom e Jerry da Era Gene Deitch.
Tom e Jerry da Era Gene Deitch.

Foram produzidos por Gene Deitch exatos 14 curtas na Cortina de Ferro, e nestes curtas não vemos o tradicional selo “Made in Hollywood” que aparece em todo final de desenho. Por muitos anos, o local de produção da Era Gene Deitch ficou desconhecido pelos fãs. O famoso selo de Hollywood foi substituído pela frase “A MGM Cartoon“.

Polêmica de Gene Deitch

Uma polêmica rolou há bastante tempo atrás, trata-se de uma creepypasta, um tipo de lenda que é divulgada na internet, que pode ser real ou não. O fato é o seguinte, Gene Deitch foi convidado a fazer mais episódios de Tom e Jerry. Para não perder o contrato,Deitch escreveu mais um episódio, só que dessa vez, sua insanidade mental extrapolou. Ele escreveu um episódio bizarro de Tom e Jerry que poucos ouviram falar:

tom's basements

Como o relato é idêntico em vários sites, tiramos esse aqui do site Olhar demorado.

O curta era chamado “Tom’s basement” (Porão do Tom). Começava como sempre, na casa do Tom e Jerry. O dono de Tom era um cara gordo e que facilmente se irritava, como nos outros curtas de Deitch. Seu dono parecia mais irritado que nas outras aparições que tivera. Sua primeira cena é ele pisando no rabo de Tom e ficando extremamente bravo por Tom estar dormindo na porta do porão.

O dono grita com Tom e manda que nunca vá lá embaixo, no porão. Tom fica extremamente assustado e corre pra outra sala. A câmera se mantém focada na sala perto do porão e vemos Jerry saindo de sua casinha. Parece meio grotesco, saindo um pouco do modelo de sempre.

Em seguida, Jerry faz com que Tom o siga até a porta do porão algumas vezes, para que Tom apanhe de seu dono. Cada vez que Tom ia lá, tomava uma porrada do dono. E cada vez os hematomas ficam mais “visíveis”.Após 3 porradas, Tom está completamente machucado, sangrando em alguns lugares, sem falar de estar com uma perna quebrada.

Tom realmente implora a Jerry que pare de incomodar ele, chorando praticamente. E percebe-se isso pela linguagem corporal. Jerry apenas ri e empurra Tom em direção ao porão.

O dono percebe Tom lá embaixo e fica extremamente irritado. A câmera dá um close na cara do dono, que fica vermelha de irritação conforme ele grita com Tom de uma maneira extremamente alta. Jerry ataca o dono com uma faca, decidindo ajudar Tom finalmente.

Tom abre a porta do porão e eles carregam o corpo do dono até lá embaixo. Há dezenas de outros corpos lá embaixo. Tom e Jerry dão um aperto de mão e parece que triunfaram conforme derrotam o serial killer. Mas Jerry ganha um olhar mal no rosto e fala:”NÃO ACREDITE NISSO!”. Jerry ataca Tom uma última vez, aparentemente matando-o e atirando seu cadáver na pilha de corpos.

O curta termina com Jerry colocando uma placa de “À VENDA” em frente ao jardim da casa.

 

 

Não há nenhum vídeo mostrando esse episódio,os relatos que foram divulgados foram somente escritos, por isso fica a dúvida se é verdade ou não…

A Era Chucky Jones e MGM Animation Visual Arts

Em 1963, Chuck Jones havia sido despedido da Warner Bros e criou o seu próprio estúdio de animação: a Sib Tower 12 Productions. A MGM tinha encerrado seu contrato com Gene Deitch e decidiu contratar o estúdio de Jones para os novos curtas de Tom e Jerry. Jones havia ganhado liberdade para adaptar os personagens, Tom havia ganhado uma cor cinza mais clara, ganhou sobrancelhas mais grossas e os olhos aumentados. Jerry teve as orelhas mais arredondados, olhos aumentados e uma cor marrom mais clara. Chucky Jones tentou trazer de volta traços da Era Hanna-Barbera e seus desenhos tiveram críticas superiores em relação aos da Era Gene Deitch. O ar cômico dos desenhos de Chucky Jones era semelhante aos de Hanna-Barbera, se tornando mais relevante aos olhos do público.

Foram produzidos 34 curtas por Chuck Jones entre os anos de 1963 e 1967, no final desta época, a MGM comprou a a Sib Tower 12 Productions e a transformou na MGM Animation/Visual Arts. A partir daí, Jones passou a  produzir especiais de TV.

Tom e Jerry da Era Chucky Jones.
Tom e Jerry da Era Chucky Jones.

 

Tom e Jerry da Era Chucky Jones.
Tom e Jerry da Era Chucky Jones.

 

The Tom and Jerry Show

Em 1975, William Hanna e Joseph Barbera colocam a mão na massa e recriam Tom e Jerry. Após os desenhos originais de Hanna Barbera serem editados para a Televisão, a MGM em parceria com Hanna Barbera Productions fecharam acordo para produzir novos desenhos de Tom e Jerry para a Rede ABC. Levando em consideração as críticas sobre a violência contida no desenho, Hanna e Barbera criaram um desenho com um formato diferente dos outros, deixando de lado a rivalidade do gato e do rato e finalmente brotando uma amizade entre os dois. Esses novos desenhos também tinham cunho esportivo, mostrando Tom e Jerry participando juntos em eventos esportivos. Apenas Jerry sofreu uma pequena alteração ganhando um laço vermelho. Foram 48 episódios produzidos, todos contendo a trilha sonora semelhante a outros desenhos de Hanna Barbera como a Família Addams, Formiga Atômica, Scooby-Doo, Capitão Caverna, Corrida Maluca, entre outros.

The Tom and Jerry Show.
The Tom and Jerry Show.

 

The Tom and Jerry Show.
The Tom and Jerry Show.

 

The Tom and Jerry Comedy Show

Após o  The Tom and Jerry Show não ter feito muito sucesso com o público, que preferia o formato original da série, a MGM em parceria com a Filmation decidiram produzir The Tom and Jerry Comedy Show para a CBS. Durou duas temporadas. Com o formato original de volta, os traços de Tom e Jerry se assemelham aos desenhos originais, sem grandes alterações. A série era exibida em um tempo de 30 minutos, sendo que dois desenhos de Tom e Jerry seriam exibidos e mais um desenho do cachorro Droopy. Ao total foram 30 desenhos de Tom e Jerry e mais 15 de Droopy, totalizando 45 curtas animados. No Brasil, a série chegou a ser exibida junto das Eras Hanna Barbera, Gene Deitch e Chucky Jones no SBT.

Abertura de The Tom and Jerry Comedy Show.
Abertura de The Tom and Jerry Comedy Show.

Tom e Jerry Kids

Em 1986, a MGM foi comprada pela WTBS, subsidiária da Time Warner, sendo assim, a Turner Entertainment era a nova proprietária dos desenhos de Tom e Jerry. Em 1990, a Turner em parceria com a Hanna Barbera, decidiu produzir um novo desenho de Tom e Jerry,mas, um desenho que os mostrasse na época em que eram crianças, daí surge Tom e Jerry Kids. Tom usava um boné de beisebol vermelho com uma listra azul, enquanto Jerry possuía um cabelo um pouco mais volumoso e um laço semelhante ao do The Tom and Jerry Show. O formato se assemelha ao original de Hanna Barbera. De 1990 a 1994, foram produzidos 65 episódios. Como no The Tom and Jerry Comedy Show, Tom e Jerry Kids também exibe desenhos do cachorro Droopy, agora, acompanhado de seu filho Dripple, e Spike e seu filho Tyke (os buldogues dos desenhos originais).

Tom e Jerry Kids.
Tom e Jerry Kids.

 

Tom e Jerry Kids.
Tom e Jerry Kids.

 

Tom e Jerry – O Filme (Tom and Jerry – The Movie) – 1992

Finalmente, em 1992, o primeiro longa  de Tom e Jerry era lançado. Tom e Jerry: O filme, foi lançado primeiramente na Alemanha devido aos problemas técnicos dos cinemas norte-americanos. No Brasil, o filme chegou em setembro do mesmo ano.
Inspirado nos desenhos originais, o filme trouxe um elemento até então inédito para os fãs, as falas de Tom e Jerry, algo que cativou ainda mais o público. Na cena do beco onde Tom e Jerry conhecem Pugsy e Frank, outra coisa que os fãs nunca imaginariam ver era Tom e Jerry cantando juntos.
No filme também há um diálogo entre dona, gato e rato, já que Tom e Jerry após se perderem de sua dona antiga, são adotados pela garotinha Robyn Starling.

Sinopse: Após se perderem de sua antiga dona em uma mudança, Tom (Richard Kind) e Jerry (Dana Hill) passam a vagar pelas ruas, claro, que brigando de 5 em 5 minutos. Até que conhecem Robyn Starling (Anndi McAfee), uma garotinha orfã, que tinha do bom e do melhor, e que agora foge de sua malvada tutora,a Tia Figg (Charlotte Rae) e seu inescrupuloso advogado Lickboot (Tony Jay). Robyn descobre que seu pai não morreu e está perdido em algum lugar no Tibet, com a ajuda de Tom e Jerry, a garotinha vai em busca do reencontro com seu pai, e claro, com Tia Figg e Lickboot no seu encalço.

A atriz Dana Hill, que dublou Jerry no filme, infelizmente morreu em 1996 devido a complicações de diabete.

No Brasil, na versão do estúdio paulista BKS, a voz de Tom é a do dublador Tatá Guarnieri, que dubla o Chaves em desenho, Jet Li em vários filmes, Jack Bauer na série 24 Horas entre outros. Jerry tem a voz de Marcelo Campos, que dubla o Trunks na anime Dragon Ball, Yugi em Yu-Gi-Oh!, entre outros.

Já na versão carioca, feita pela Herbert Richers, a voz de Tom é do dublador Júlio Chaves, que também dubla Mel Gibson e Tommy Lee Jones em vários filmes, e a de Jerry é da dubladora Miriam Ficher, que dubla as atrizes Drew Barrymore, Judie Foster e Uma Thurman.

Tom e Jerry - O Filme

As Aventuras de Tom e Jerry (Tom and Jerry Tales)

No primeiro semestre de 2006, estreia Tom and Jerry Tales (As aventuras de Tom e Jerry), produzida pela Warner Bros. De 2006 a 2008 foram produzidos 26 episódios de Tom & Jerry Tales, trazendo nossos amigos à contemporaneidade, mantendo os mesmos traços dos personagens da Era Hanna Barbera. No Brasil os episódios foram exibidos pelo SBT nas manhãs do Bom Dia & Cia. Alguns episódios foram lançados em uma coletânea em DVD pela Warner Home Vídeo.

tom e jerry tales

Filmes feitos para a TV

Apesar desses filmes terem sidos feitos para a televisão, eles estão disponíveis em DVD e Blu-Ray pela Warner Home Vídeo.

Tom e Jerry: O Anel Mágico (Tom and Jerry: The Magic Ring) – 2002

tom e jerry o anel magico

Tom e Jerry: Rumo à Marte (Tom and Jerry: Blast Off to Mars) – 2005

tom e jerry rumo a marte

Tom e Jerry: Velozes e ferozes (Tom and Jerry: The Fast and the Furry) – 2005

tom e jerry velozes e ferozes

Tom e Jerry: Em Busca do Tesouro (Tom and Jerry: Shiver Me Whiskers) – 2006

tom e jerry em busca do tesouro

Tom e Jerry: O Quebra Nozes (Tom and Jerry: A Nutcracker Tale) – 2007

Tom e Jerry o Quebra Nozes

Tom e Jerry: Encontra Sherlock Holmes (Tom and Jerry: Meet Sherlock Holmes) – 2010

tom e jerry encontr sherlock holmes

Tom e Jerry: e o Mágico de Oz (Tom and Jerry: & The Wizard of Oz) – 2011

Tom e Jerry e o Magico de Oz

Tom e Jerry: Robin Hood e seu Ratinho Feliz (Tom and Jerry: Robin Hood and His Merry Mouse) – 2012

tom e jerry robin hood

Tom e Jerry: Uma Aventura Gigante (Tom and Jerry’s Giant Adventure) – 2013

tom e jerry em uma aventura gigante

Por enquanto é só, espero que tenham gostado. Até a próxima.

 

Sobre Jackson Tavares

Admirador do cinema, aprecia todos os gêneros cinematográficos com objetivo de levar ao leitor o que há de melhor do assunto.

Veja Também!

a-chegada2

A Chegada: filme sobre aliens deixa lições para os humanos

É curioso que um dos sons mais agoniantes seja o do silêncio. Simon & Garfunkel já …

7 Comentários

  1. Excelente artigo, Jackson! Sou fã do Tom e Jerry desde criança, mas nunca imaginei que havia tantos detalhes acerca da série. Parabéns!

    • Obrigado Ricardo !! Fico contente que tenha gostado, também sou fã de Tom & Jerry !!

      • Olá, estou a algum tempo pesquisando e não consigo achar, A Era Filmation (Tom e Jerry show / comedy) tem trilha sonora de Ray Ellis, ele também tinha pseudonimos como Yvette Blais, Norm Prescot e Jeff Michael. Essa trilha sonora é aquela com sintetizadores. Onde eu consigo essa trilha sonora? Você tem ideia?
        Desde já obrigado pelo post, muito legal

        Orlan Charles

        • Orlan, infelizmente não tenho ideia de onde possa ter essa trilha sonora, poi se trata de uma era rara da série.
          Desculpe não poder ajudá-lo.
          Abraços.

  2. Realmente como disse o amigo aí de cima, ótimo artigo, mas sou fã mesmo é dos episódios de antigamente, e de novo parabéns!!!!!!!!!!!!

  3. Uma correção: Tom e Jerry já falavam nos curtas originais, o melhor exemplo disso é o curta O Ratinho Solitário, em que eles conversam o tempo inteiro!

    Além disso, o artigo está desatualizado, já que foram lançados mais uma série de TV e filmes durante os últimos anos!

    No mais, o artigo é de excelente qualidade, meus parabéns!

    Aproveito para sugerir que também sejam feitos artigos do Droopy e Urso Barney por aqui, nos mesmos moldes desse artigo de Tom e Jerry!

  4. Pesquisei muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito esse episódio “tom’s basement” mas nunca achei. Pode me ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *