D.F.C.: Hardcore do Triângulo Redondo

O Distrito Federal Caos, mais conhecido pela sigla D.F.C., é uma das mais importantes bandas brasileiras de Hardcore/Punk/Crossover. Fundada em Brasília no ano de 1993 e conhecida pelas suas letras de forte cunho político-social, mas sempre com um humor ácido e irreverente, o grupo tem em sua discografia álbuns seminais e de importância incontestável no underground nacional, como Igreja Quadrangular do Triângulo Redondo (1996), Sob o Signo de Satã (1999) e O Mal que Vem para Pior (2005), sendo este seu último lançamento de estúdio.

D.F.C. demolindo o Hangar!
D.F.C. demolindo o Hangar!

            Com mais de 20 anos de carreira, seis álbuns de estúdio, várias participações em coletâneas e inúmeros splits, já era hora de brindar os fãs com um vídeo de comemoração de uma carreira tão sólida. Pois bem, esse dia chegou.

            Com o genérico título de Ao Vivo no Hangar 110, chega a nossas mãos o primeiro registro em dvd do grupo. Um trabalho muito empolgante, contando com ótima produção e uma banda cuspindo fogo pra todo lado. Após a feliz experiência de assisti-lo, me senti no dever de resenhá-lo; sendo assim, com exclusividade aqui no nosso Música e Cinema, a resenha deste grande lançamento. Confira!

 D.F.C. – Ao Vivo no Hangar 110 (resenha)

            Uma das mais importantes bandas do cenário punk/hc nacional em seu habitat natural: o palco. Exatamente! O grande D.F.C. (Distrito Federal Caos) acaba de lançar o registro de uma das apresentações mais brutais que já presenciei, o dvd Ao Vivo no Hangar 110, e posso afirmar que aquilo foi uma sandice. Ninguém sai incólume a um atentado desses!

            O show gravado na Páscoa de 2012 no festival chamado, obviamente, Punk na Paskoa no maior reduto punk de São Paulo, o lendário Hangar 110, reúne um apanhado geral de toda a prolífica carreira da banda. Com um set list composto no total por 40 canções em pouco mais de meia hora, o que podemos observar é uma banda altamente focada em destruir a propriedade alheia. Com um repertório que é uma verdadeira ameaça às instituições religiosas, sociais e políticas e botando o dedo (a mão toda) na ferida com gosto, Fabrício (bateria), Leonardo (baixo), Miguel (guitarra) e Túlio (vocal) ditam as regras aos fãs presentes com hardcore/punk da melhor qualidade.

Capa do dvd.
Capa do dvd.

            A pequena casa estava lotada e, com o palco bem próximo dos fãs, tornou o ambiente bem intimista, algo como um CBGB brasileiro. Com presença de palco alucinada, Túlio anuncia o início da carnificina com Pau no Cu do Capitalismo em Posições Obscenas (nada como ser refinado e classudo!), e o mosh já começa feroz, com a platéia toda travando um verdadeiro combate hc e o stage diving comendo solto. Sem tempo nem pra piscar, o quarteto já emenda Lucro é o Fim, Eu não Preciso do Sistema e Só tem Merda na TV, botando ainda mais gasolina na fogueira. Nesta altura da apresentação já não se via direito a banda, tamanha a quantidade de pessoas subindo ao palco pra mergulhar na galera. Uma imagem impressionante!

            Dando continuidade ao set, ainda presenciamos Vai se Fuder no Inferno, Hildebrando Chainsaw Massacre, Sou o Mesmo FDP, Demônio da Fé Cristã, entre muitas outras pedradas que certamente causaram danos físicos e psicológicos aos presentes.

            O entrosamento do quarteto é algo a se destacar, bem como a velocidade com que executam as músicas ao vivo. Se em estúdio a velocidade já é absurda, ao vivo o negócio é fora da realidade. É impressionante também a forma como a banda aborda temas tão polêmicos e controversos em suas letras, mas sempre com um humor ácido, tornando o que já é trágico algo cômico.

            Com excelente qualidade de áudio e vídeo, com uma apresentação caprichada em um belo digipack, esse primeiro vídeo do D.F.C. já pode ser considerado um dos melhores lançamentos do estilo no ano. Compre, empreste, roube ou mate, mas adquira isso com urgência!

 Nota: 9,5

 Contatos:

https://www.facebook.com/dfchaos

https://myspace.com/dfc

[youtuber youtube=’http://www.youtube.com/watch?v=f3PbpitC6Bg’]

 

 

 

Sobre Ricardo Costa

Casado, 42 anos, médico veterinário. É fã de música desde a adolescência, principalmente dos subgêneros mais extremos do Metal. É fã também incondicional de cinema, principalmente de horror e ação. Seu principal hobby é pesquisar e conhecer bandas novas e filmes obscuros. Trará sempre novidades acerca de lançamentos, bem como artigos, matérias e entrevistas muito interessantes para os nossos leitores

Veja Também!

bomba

Vídeo: Show do Rammstein com “homem bomba” gera polêmica com muçulmanos

Participando do Rock in Vienna, na capital austríaca, a banda Rammstein utilizou sua famosa pirotecnia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *