Curso de Verão: uma das melhores comédias de todos os tempos

Uma breve resenha de um grande clássico da comédia. Um dos maiores sucessos da “Sessão da Tarde”, e que marcou a juventude de muita gente, Curso de Verão (Summer School) de 1987, dirigido por Carl Reiner e com astros como Mark Harmon (NCIS) no elenco.

Resenha Curso de Verão (Summer School)

Boa tarde, queridos amigos!

A década de 80 foi a época dos grandes filmes. Grandes clássicos de todos os gêneros foram fundamentados nesta época, entre eles os filmes de comédia. Este artigo trata-se de uma breve explanação sobre um em particular que eu considero um dos maiores clássicos do gênero. Trata-se de “Curso de Verão” (Summer School), filme americano de 1987, dirigido por Carl Reiner, estrelado por um ainda jovem Mark Harmon, com Kirstie Alley e um elenco de jovens atores desconhecidos.

Curso de Verão cartaz

Conta a história de uma classe de alunos completamente desajustados que reprovam em inglês, sendo obrigados a fazer um curso de verão pra poder ter mais uma chance de aprovação. Todavia, nenhum professor em sã consciência aceita a difícil missão. Por livre e espontânea pressão, cabe ao professor de educação física Freddy Shoop (Mark Harmon) a árdua tarefa.

No seleto grupo de alunos, existem alguns indivíduos bastante peculiares: os amigos desajustados Dave (Gary Riley) e Francis “Chainsaw” Gremp (Dean Cameron), fanáticos por filmes de horror, principalmente pelo clássico “O Massacre da Serra Elétrica”, sendo ambos os responsáveis pelas situações mais hilárias do filme; Kevin Winchester (Patrick Labyorteaux), o jogador de futebol americano que, por ser burro demais, acaba sendo expulso do time; Pam House (Courtney Thorne-Smith), a aluna desligada, sonhadora e que só pensa em surfar; Denise Green (Kelly Jo Minter), a garota disléxica que está prestes a tirar a carteira de motorista e é uma ameaça ambulante aos pobres pedestres; Larry Kazamias (Ken Olandt), o aluno que só dorme durante às aulas e atividades por ter uma vida dupla: de dia é aluno e à noite é stripper; Alan Eakian (Richard Steven Horvitz), o jovem aluno nerd que mora com a avó mandona; Rhonda Altobello (Shawnee Smith), a aluna de 17 anos que reprovou por ter engravidado muito precocemente, entre outros.

filme Curso de Verão

 

Além dos citados, entra em cena também a bela aluna de intercâmbio italiana Ana Maria Mazarelli (Fabiana Udenio), por quem Chainsaw e Dave se apaixonam a primeira vista. Já na primeira aula, ao se apresentar aos jovens delinquentes, já percebe que terá um árduo caminho pela frente. Sendo assim, entre um galanteio e outro, pede ajuda a sua colega professora Robin Bishop (Kirstie Alley), professora de história por quem nutre uma paixão.

Elenco Curso de Verão
Elenco Curso de Verão

 

Diante da ineficácia dos métodos pedagógicos e visando algum resultado, ele começa a utilizar-se de métodos pouco ortodoxos de ensino, como levar os alunos ao parque de diversões, à praia, à fazenda, o que provoca a fúria do vice-diretor Phil Gills (Robin Thomas). Sendo ameaçado de perder o emprego e sem encontrar outra saída, o professor tem que entrar em acordo com os alunos a fim de cumprir a sua meta. Neste imbróglio todo, os alunos afirmam que vão se esforçar e estudar mais, desde que o professor atenda a alguns pedidos deles, entre eles ser instrutor de auto-escola para Denise, treinador de futebol para Kevin, realizar uma sessão de cinema em plena sala de aula para a projeção de “Massacre da Serra Elétrica”, e a realização de uma festa em sua casa, com direito a sofá em chamas sendo apagado por um aquário! É ver pra crer. Por fim, chega o grande dia do exame e todos vão ter que provar que aprenderam o necessário para obterem sucesso no mesmo.

o desajustado Chainsaw (Dean Cameron)
o desajustado Chainsaw (Dean Cameron)

Trata-se de um dos melhores filmes de comédia da década de 80. Aliás, essa foi a época dos grandes filmes do gênero, como “Curtindo a vida adoidado” (este um outro clássico a ser resenhado futuramente por este que vos escreve), “Loucademia de Polícia”, “Corra que a Polícia vem aí”, entre tantos outros. Eram filmes que primavam pelo humor simples, inocente até, sem linguagem chula ou situações politicamente incorretas, mas que funcionavam. Hoje em dia os filmes do gênero são um festival de escatologia, pornografia, abuso de substâncias ilícitas e linguagem de baixo-calão, que muitas vezes se tornam até assustadores ao invés de realmente engraçados.

Creio que os estimados leitores já tiveram o prazer de assistir a este clássico, já que passou inúmeras vezes na tv aberta. Quem ainda não assistiu, não perca mais nem um segundo e corra atrás disto. Diversão garantida! Grande abraço a todos e até a próxima.

Sobre Ricardo Costa

Casado, 42 anos, médico veterinário. É fã de música desde a adolescência, principalmente dos subgêneros mais extremos do Metal. É fã também incondicional de cinema, principalmente de horror e ação. Seu principal hobby é pesquisar e conhecer bandas novas e filmes obscuros. Trará sempre novidades acerca de lançamentos, bem como artigos, matérias e entrevistas muito interessantes para os nossos leitores

Veja Também!

a-chegada2

A Chegada: filme sobre aliens deixa lições para os humanos

É curioso que um dos sons mais agoniantes seja o do silêncio. Simon & Garfunkel já …

2 Comentários

  1. ainda não assisti a este filme, mas gosto muito do gênero e cresci assistindo os filmes dos anos 80 que são também meus preferidos: Um tira da pesada, os goonies, o rapto do menino dourado.
    Vou acrescentar este á minha lista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *