Conheça quatro pérolas desconhecidas do Rock

Não seja hipster, nem mainstream, siga o seu ouvido. Se você gosta bastante de alguma coisa, porque não dissecá-la até o máximo? O mesmo acontece com a música e uma ajudinha sempre cai bem. Veja uma lista com quatro álbuns, que ficaram meio fora do circuito pop, de artistas até mesmo bastante conhecidos.

  • Carolina County Ball – Elf

Fãs do Dio que não conheçam esse álbum estão perdendo bastante. Aliás, até mesmo fãs do Rainbow, afinal quase todos os músicos da Elf inicialmente participaram da banda. Mas isso é outra história.

O álbum contem excelentes faixas como Rainbow, Carolina County Ball e Do The Same Thing. Todas mostram uma faceta menos sombria do Dio, ao contrário do som que o popularizou. Até porque a estrutura toda do álbum é bem diferente do que conhecemos do vocalista.

Carolina County Ball - Elf
Carolina County Ball – Elf

Carolina County Ball explora bastante os teclados se transformando em uma pérola do Rock com a sua boa mescla com o Blues de um jeito bem simples, se compararmos a outras bandas. Vale destacar a atuação da bateria nesse álbum, cheia de viradas pesadas sendo o vestígio mais “futurista” da banda, digamos assim.

  • Medusa – Trapeze

Se você colocar um baixista do Deep Purple e um baterista do Judas Priest no mesmo lugar, o que aconteceria? Saiu essa coisa boa que é o álbum Medusa. É certo que ambos ainda não eram famosos, mas já mostravam qualidade na Trapeze.

A banda apresenta um blues rock bem nu e cru, como várias da época. A boa diferença é vista nos seus riffs sensacionais e cheios de groove. É o caso da Black Cloud e Makes You Wanna Cry. Ambas com um riff que seguram a música toda.

Banda Trapeze
Banda Trapeze

Mas o ponto alto são as melancólicas Jury e Seafull. A primeira bastante sombria, bem ao estilo Black Sabbath e a segunda causadora de um aperto no coração. Com certeza vale a pena ouvir bastante da Trapeze.

  • Badlands – Badlands

Partindo do mais leve ao mais pesado, temos a Badlands. E dessa vez a mistura de integrantes é ainda melhor: Eric Singer (futuro baterista do Kiss), Greg Chaisson (ex baixista do Steeler), Ray Gillen (ex vocalista do Black Sabbath) e Jake E. Lee (ex guitarrista do Ozzy).

Mas nomes apenas não bastam, né? No final, o que conta é o som e nisso a Badlands não peca. Enquanto o Grunge começava a dar as caras, esses americanos mostravam o bom e velho hard rock pesado.

Badlands
Badlands

Com faixas de guitarra rápidas e pesadas, o timbre setentista reaparece nessa pérola do rock. High Wire com sua malemolência e Hard Driver com o seu climão de corrida mostram a técnica estupenda de toda a banda. Por outro lado, Seasons e Jade’s Song mostram uma outra faceta da banda.

  • Erotic Cakes – Guthrie Govan

Se você estiver escutando qualquer coisa agora, pare e ouça esse álbum. Ou pelo menos uma música. Não, sério: qualquer uma! Guthrie Govan é simplesmente um dos melhores guitarristas que eu ouvi nos últimos tempos.

Nascido em 1971 na Inglaterra, Guthrie Govan tem uma carreira relativamente recente, tendo começado a atuar na década de 90. Começou a ser premiado em 93, tocou no Asia e com Steven Wilson. Tá bom ou quer mais?

Guthrie Govan
Guthrie Govan

Se quiser mais, ouça o Erotic Cakes. Com faixas estupendas como Wonderfull Slippery Thing, Ner Ner e Eric, Govan mostra todo seu virtuosismo sem deixar de lado o feeling em nenhum momento. Essa pérola do Rock mistura um pouco de fusion com alguns elementos bem diferenciados e todo o fraseado marcante do guitarrista.

Também vale a audição

Bem como esses, existem diversos outros álbuns dentro do gênero que também são verdadeiros diamantes. Tem-se como exemplos álbuns do Gov’t Mule, Rival Sons e, pasme, até mesmo do Black Sabbath!

O Born Again do Black Sabbath, com Ian Gillan nos vocais, é ligeiramente conhecido, mas bastante negligenciado pelos fãs. Tem faixas fenomenais, mas é ofuscado pelos sucessos da fase Ozzy e Dio.

Já Gov’t Mule e Rival Sons tem uma discografia que vale a pena dar uma conferida. Ambas tem uma linha bem blues rock clássica, mantendo e alternando padrões. Gov’t Mule, que conta com ex-integrantes da Allman Brothers e Rival Sons, revive o som bandas como Led Zeppelin e Deep Purple. Os álbuns Dose e Head Down são também verdadeiras pérolas do Rock para as bandas, mesmo que recentes.

Sobre Caudo Feitosa

Estudante de Cinema na PUC-Rio, é aficionado por música de diversos gêneros, mas especialmente do Rock e Blues. Costuma dizer que caiu de gaiato no cinema, mas ainda assim é aspirante a cineasta, músico e teatrólogo. Quando não está estudando, gosta de passar o tempo pesquisando por novidades nesse meio e trará tudo que descobrir para os leitores do Música & Cinema.

Veja Também!

metallica

Metallica: revigorado e ainda relevante

Existem bandas que, ao anunciarem seus próximos lançamentos, promovem um verdadeiro fenômeno de histeria coletiva, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *