9 motivos que tornam Invocação do Mal 2 imperdível

Confira 9 motivos que fazem de Invocação do Mal 2 um dos melhores filmes do ano.

Invocação do Mal 2 é (até agora) o filme de terror com maior sucesso em 2016. A sequência, dirigida novamente por James Wan, coloca o casal Ed e Lorraine Warren em um de seus mais polêmicos casos, o do poltergeist de Enfield.

O filme está batendo recordes e é uma das maiores bilheterias do terror. Para você que está em dúvida, listamos alguns motivos que podem lhe incentivar a fazer uma visita ao cinema mais próximo.

1 – Muitos sustos

Pode parecer clichê, mas incrivelmente esse tópico deve ser destacado. Em tempos de filmes muito vazios no gênero, Invocação do Mal 2 consegue lhe assustar tanto em cenas idealizadas para isso quanto no contexto da história que é desenvolvida. O clima de tensão é constante e com toda certeza você ficará surpreso com algumas cenas.

Invocação do Mal

2 – Trilha sonora

Neste filme o casal Warren desembarca na Inglaterra. O ano é 1977, já o cenário, de transição política. Margaret Thatcher está em um de seus momentos mais conturbados de governo. Ok, mas o que isso tem de relação com a trilha sonora? Tudo!

Entre as músicas escolhidas, está London Calling, do The Clash, que sempre teceu duras críticas ao cenário político e falou muito do desemprego desta década. E quem sofria com o desemprego? Sim, a mãe da garota possuída. Enfim, tudo muito bem amarrado.

A trilha sonora é espetacular, com total destaque para a participação do Clash e de um discurso de Thatcher que passa rapidamente na TV.

3 – Vai direto ao ponto

Muitos filmes de terror (desde o início do gênero) pecam em demorar muito no desenvolvimento, deixando pouco espaço para o desfecho. Mesmo sendo um filme longo, com suas 2h13min, Invocação do Mal 2 é muito bem amarrado no início e logo parte para o enfrentamento entre os Warren e o “invasor”.

O único ponto negativo nesta distribuição das frações entre começo, meio e fim, é talvez o desfecho, em que ficam algumas lacunas.

Invocação do Mal 2

4 – James Wan se consolida

Com 39 anos, James Wan é o diretor de terror mais popular do momento. Em sua carreira, tem o sucesso Jogos Mortais (dirigiu e escreveu o primeiro, em 2004), além de conduzir o ótimo Sobrenatural (2010) e sua sequência. Com Invocação do Mal, surpreendeu em 2013 ao apresentar um novo modelo de filmes do gênero.

Pela frente, terá Aquaman (2018), além de diversos outros que devem aparecer. No auge, o diretor poderá escolher a dedo as produções em que se envolverá.

5 – É inspirado em um caso “real”

Sim, o casal Warren realmente esteve na Inglaterra na década de 70. O caso de Enfield foi real e muitas gravações estão disponíveis na internet, sendo que o filme recriou as cenas com maestria. Muitos dos bons momentos de Invocação do Mal 2 são inspirados em gravações do caso real.

Médicos e especialistas discordam da versão dos Warren, lembrando muito o caso do Exorcismo de Emily Rose e seu caso “real”.

Registro fotográfico do caso que inspirou o filme.

6 – Abre espaço para novos filmes

A sala de peças assombradas dos Warren já derivou um filme (Annabelle, que terá uma sequência) e agora deve trazer as telas o “homem torto”, uma das formas que assustou a família inglesa.

Brinquedo do "homem torto" foi guardado na sala de artefatos sobrenaturais dos Warren.

7 – Vera Farmiga e Patrick Wilson

O elenco é composto de ótimos atores, no entanto os protagonistas mostram novamente que são as melhores escolhas para viveram o casal Warren. Vera Farmiga é de uma precisão incrível em sua atuação, conseguindo passar tensão para os espectadores com apenas um olhar.

Vera Farmiga e Patrick Wilson

8 – Jogo de câmeras

O primeiro Invocação do Mal apostou mais no clima de tensão e na desorientação do público, que ficava perdido e ao mesmo tempo aflito com o jogo de câmeras comandado por Wan. Nesta sequência, o cenário muda. Wan tenta ambientar muito bem o público dentro da casa. Ao final do filme, você sabe exatamente a dimensão da residência, no entanto sem perder uma de suas melhores características, que é justamente saber organizar muito bem suas câmeras.

Invocação do Mal 4

Cenas abertas com pistas sobre o que vai acontecer. Desfoques pontuais e extremamente bem executados, além de transições incríveis entre os cômodos. Com toda certeza Wan pode ser considerado um mestre neste quesito.

9 – Os clichês corretos

Sim, existem muitos sustos “fáceis” no filme, porém isso não é um fator determinante na avaliação final e muito menos pode ser considerado negativo. Mesmo que você saiba que o susto estará presente na cena e imagine mais ou menos onde acontecerá, eles aparecem acompanhados de uma boa condução. Alguns erros, como (SPOILER) a cena da dentadura do velho fantasma poderiam ser cortadas.

Nota do editor: Não pense que não notamos elementos negativos no filme, no entanto o título da matéria é claro. São 9 motivos para ver o filme. Mesmo assim, ainda destacamos alguns erros, que são poucos.

Sobre Leonardo Caprara

Idealizador e fundador do site, tem profunda paixão pela música e pelo cinema, desbravando os mais diferentes sub-gêneros dentro destes dois maravilhosos nichos e procurando levar o melhor conteúdo para os fiéis leitores do Música e Cinema!

Veja Também!

poltergeist-canal

12 indispensáveis filmes de terror dos anos 80

Os anos 80 proporcionaram muita diversão e sustos entre os amantes de filmes de terror. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *